Filme de terror da Netflix, The Platform está chocando e explodindo cabeças durante a quarentena

O longa espanhol estreou na plataforma de streaming no dia 20 de março, e foi descrito como "pesado, assustador e doloroso de assistir"

Redação Publicado em 26/03/2020, às 10h41

None
Cena de O Poço (Foto: Reprodução)

No dia 20 de março estreou na Netflix o filme espanhol O Poço (El Hoyo, no título original), que tem mexido com a cabeça das pessoas mais do que o isolamento em quarentena por conta do COVID-19!

Desde o lançamento na plataforma de streaming, o longa tem colecionado comentários unânimes, que giram em torno de uma opinião em comum: O Poço é aterrorizante e carrega em si o peso de um tema tão real e relevante que se torna assustadoramente real e até difícil de assistir.

+++ LEIA MAIS: Freud, novo terror da Netflix, é tão sangrento que vai te deixar com medo do seu psicológico

Veja algumas reações compartilhadas no Twitter:

 

"Não acredito que O Poço teve só 1h35. Pareceu mais 2 - 3 horas simplesmente por ser tão pesado, assustador e doloroso de assistir. Foi uma tortura, e não consegui piscar por medo de perder um segundo", escreveu uma usuária da rede social.

+++LEIA MAIS: Nova série da Netflix, Ares é tão assustadora que pessoas desistem de assistir em minutos

Outra tuitou que o filme é "extremo e difícil de assistir, mas tem uma mensagem relevante para esses tempos desesperadores". 

Dirigido por Galder Gaztelu-Urrutia, o longa se passa dentro de uma estranha construção, como um prédio com um poço no meio, pelo qual pessoas recebem comida em uma plataforma que desce do andar mais alto ao mais baixo.

E aquilo que começa como um banquete luxuoso vai descendo de andar em andar, dessa forma, quem está abaixo se alimenta dos restos de quem está acima. Ou seja, quanto mais inferior o seu nível, menos você come.

+++LEIA MAIS: 13 séries de terror para sentir medo na Netflix: Ares, Dark, Residência Hill e mais [LISTA]

O enredo, que é uma clara crítica à gula (tanto literal quanto metafórica), ostentação e à verticalidade social, pode ser melhor descrito com uma frase que aparece no trailer: "Se todos comessem apenas o que precisam, a comida chegaria ao andar mais baixo".

Assista abaixo.


+++ CORONAVÍRUS: DEVEMOS REALMENTE CANCELAR SHOWS E EVENTOS?