Filme dirigido por Madonna deve ser reeditado

Nova montagem se deveria ao fato de W.E. ter sido vaiado durante exibição em festivais de Veneza e Toronto

Redação Publicado em 19/09/2011, às 16h12 - Atualizado às 17h15

Madonna
AP

Criticado nos festivais de cinema de Toronto e Veneza, o filme W.E., dirigido pela cantora Madonna, deve ser reeditado. De acordo com informações dos jornais britânicos The Guardian e The Daily Mail, o filme teria pelo menos 10 minutos de cenas desnecessárias excluídos, na tentativa de deixá-lo com uma continuidade melhor (Clique aqui para ver uma galeria de fotos do filme).

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

A Rainha do Pop revelou ao jornal britânico The Daily Mail seus planos de mudar algumas coisas na continuidade de W.E.. "Talvez preciso de um pouco disso e aquilo, talvez seja um trabalho ainda em progresso", disse. "Pelo amor de Deus, eu espere que acabemos com isso logo!"

Coescrito pela cantora, o enredo de W.E. se baseia na história real do relacionamento entre Rei Eduardo VIII com Wallis Simpson, uma mulher divorciada que se casou com o rei, o levando a abdicar do poder, na década de 30. Paralelamente, é contado um romance contemporâneo entre uma mulher casada e um guarda russo.

W.E. conta com Abbie Cornish, James D'Arcy, Oscar Isaac e Andrea Riseborough no elenco, entre outros. Madonna estreou como diretora de longa-metragem em Sujos e Sábios (Filth and Wisdom), há três anos, que tem como protagonista o músico Eugene Hütz, do Gogol Bordello.