Filme do Capitão America previu a epidemia global do novo coronavírus?

Filme teria passado mensagens subliminares por meio de anúncios na Times Square

Redação Publicado em 15/06/2020, às 12h45

None
Chris Evans em Vingadores: Ultimato (Foto: Reprodução Marvel)

Recentemente, na internet, uma teoria bizarra de Capitão América: O Primeiro Vingador balançou as redes sociais. A especulação consiste em afirmar que o filme previu a pandemia do novo coronavírus(via CBR).

A previsão teria acontecido no final do longa, quando Steve Rogers chega na Times Square do século XXI, aparecem duas propagandas: uma da cerveja Corona, e outra de um produto desconhecido, que parecia ser um vírus idêntico ao da Covid-19.

+++LEIA MAIS: The Office: Seth Rogen fez teste para ser Dwight; assista às audições do elenco original, e de atores que não conseguiram o papel

No entanto, William Mullally, crítico de cinema, decidiu investigar a teoria e desbancou a especulação maluca de vez. "Comecei a assistir vídeos aleatórios do YouTube e a procurar imagens a partir de abril de 2011 na Times Square. Nenhuma visão clara do pôster", escreveu em uma longa thread no Twitter.

Eventualmente, Mullally descobriu, junto de um amigo, o que era aquilo que parecia com o vírus: macarrão cru da marca Barilla. A propaganda do produto deixava macarrões dispostos em uma forma paracida com fogos de artifício, para comemorar o ano-novo. Alguns fãs do filme pensavam que a forma representava o vírus, e assim surgiu a teoria.

"Reconhecemos o logotipo e o esquema de cores. Nós resolvemos o caso. É espaguete".

+++LEIA MAIS: O real motivo para Game of Thrones trocar o ator de Daario foi bastante ‘político’; conheça

Capitão América: O Primeiro Vingador estreou no dia 29 de julho de 2011 e foi o filme de estreia de Steve Rogers no MCU. O longa arrecadou cerca de US$ 370,5 milhões na bilheteria mundial.


+++ DELACRUZ | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO