Fim de mistério: J.K. Rowling descobre como seu pseudônimo foi revelado

A autora ficou “muito brava” ao saber que um sócio do escritório de advocacia contratado por ela deixou a informação escapar

Redação Publicado em 19/07/2013, às 11h50 - Atualizado às 12h05

J. K. Rowling
AP

J. K. Rowling descobriu como foi que seu pseudônimo Robert Galbraith foi revelado – e ficou “muito brava”. No último fim de semana, o jornal Sunday Times anunciou que um livro de mistério elogiado mas bem pouco conhecido, Cuckoo’s Calling, assinado por Robert Galbraith, na realidade era um livro da autora de Harry Potter e Morte Súbita, que usou um pseudônimo.

Livros banidos e censurados: Harry Potter.

Agora, a escritora descobriu como o jornal conseguiu essa informação. Um advogado, sócio da firma contratada por ela, admitiu que contou qual a identidade real de Galbraith à amiga da esposa, que mandou uma dica pelo Twitter ao jornal, que por sua vez investigou o caso.

Crítica: em Morte Súbita, autora da saga Harry Potter envereda pelo universo da literatura adulta.

O escritório Russells pediu desculpas publicamente pelo sócio Chris Gossage e confirmou que o vazamento não faz parte de uma estratégia de marketing. O texto ressalta que, embora Gossage tenha culpa pelo que fez, ele “fez a revelação a alguém em quem confiava plenamente".

A escritora se disse muito brava com a história toda. "Poucas pessoas sabiam do meu pseudônimo e não foi agradável me perguntar, por dias, como uma mulher de quem nunca tinha ouvido falar até domingo passado descobriu algo que muitos de meus amigos próximos não sabiam", disse Rowling. "Dizer que estou decepcionada é pouco. Achei que poderia esperar sigilo do Russells, um escritório de advocacia de reputação. Fico muito brava com fato de a minha confiança ter se revelado um erro."