Final de temporada de Game of Thrones bate recorde de pirataria

Mais de 1 milhão de pessoas já haviam feito download do episódio apenas 24 horas após a exibição

Redação Publicado em 11/06/2013, às 11h45 - Atualizado às 12h54

Peter Dinklage
Reprodução

Foi geral a comoção com o fim da terceira temporada de Game of Thrones, que foi ao ar pela HBO na noite do último domingo, 9. Mas das pessoas que viram o último episódio deste ano da série, muitas fizeram o download em vez de acompanhar pela televisão, e o episódio “Mhysa” bateu recordes de pirataria.

Richard Madden, o Robb Stark, fala sobre o destino surpreendente de seu personagem na série.

O site Torrent Freak, que analisa o fluxo de compartilhamento de arquivos, notou que um número recorde de 170 mil pessoas faziam o download do episódio logo após ele ter ele sido exibido. Depois de menos de 24 horas desde a exibição, mais de 1 milhão de pessoas já possuíam em seu computador uma cópia pirata do arquivo.

A atração da HBO está acostumada com grandes números de pirataria. Game of Thrones foi a série mais compartilhada no ano passado, segundo a mesma fonte, com uma média de 4,28 milhões de downloads por episódio.

Game of Thrones: as dez maiores diferenças entre livro e série.

David Petrarca, diretor da série, recentemente deu declarações sobre o tema que muito repercutiram. Segundo ele, a pirataria não é danosa à atração, pelo contrário: para Petrarca, ela cria um “buzz cultural” sobre a trama e atrai ainda mais telespectadores.

De fato, os números de audiência de Game of Thrones, assim como de pirataria, são grandiosos. O episódio “Mhysa” foi visto por 5,4 milhões de pessoas na TV – um aumento de 28% em relação ao final da segunda temporada, exibido no ano passado.

As sete piores coisas que foram feitas na primeira temporada de Game of Thrones.