Fatboy Slim escala David Byrne e Cyndi Lauper para álbum conceitual

DJ lançará disco baseado na vida de Imelda Marcos, ex-primeira-dama das Filipinas, com a participação de mais de 20 convidados

Da redação Publicado em 03/10/2009, às 13h56

O DJ inglês Fatboy Slim, também conhecido como Norman Cook, fará um álbum conceitual, em parceria com David Byrne, líder da extinta banda Talking Heads, dedicado à Imelda Marcos, ex-primeira-dama das Filipinas. Para a empreitada, o músico contará com os vocais de Cyndi Lauper e da cantora folk canadense Martha Wainwright.

Em entrevista ao programa de rádio BBC 6 Music, Cook contou que o disco já está sendo finalizado e se chamará Here Lies Love. Imelda, também famosa por ser a dona de uma grande coleção de sapatos, foi acusada de corrupção junto a seu marido, o ditador Ferdinand Marcos, morto em 1989. Em meados dos anos 90, o casal foi apontado como o responsável por roubar grande quantia em dinheiro da economia filipina entre 1968 e 1986.

"É como uma história narrada, a exemplo [do musical] Evita, mas vinda de outro ângulo, com uma história que as pessoas não conhecem sobre Imelda Marcos", disse. "Não são apenas os sapatos que importam."

De acordo com o DJ, "cada faixa é cantada por um cantor diferente e há muitos convidados interessantes" no álbum. O projeto havia sido planejado entre Byrne e Cook há quatro anos e seria, a princípio, um musical baseado em uma antítese da história de Evita. No entanto, a dupla decidiu fazer o disco - que deve sair nos próximos seis meses - com mais de 20 convidados, entre eles Santigold, Sharon Jones, Tori Amos e Candie Payne.

Cook contou que queria a voz de Byrne no projeto inteiro, mas acabaram concordando em colocar outros artistas no disco quem obviamente, será calcado na música eletrônica. "Porque a história é mais sobre o que estava acontecendo no Studio 54 [lendária boate em Nova York] do que aconteceu nas Filipinas, queríamos refletir isso, então é também baseado na dance music", concluiu.