Após ser presa, Fiona Apple acusa policiais de comportamento “inadequado” e “provavelmente ilegal”

A cantora foi detida na última quarta-feira, 19, por policiais que encontraram haxixe e maconha no seu ônibus de turnê

MIRIAM COLEMAN Publicado em 24/09/2012, às 11h32 - Atualizado às 11h54

Fiona Apple
AP

Em show em Houston (Estados Unidos) dois dias depois de ser presa por porte de drogas, Fiona Apple abriu para seu público detalhes sobre a experiência, enquanto dava a entender algum desvio de comportamento por parte das pessoas envolvidas na sua prisão.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Fiona foi presa na quarta-feira, 19, nos limites da cidade Sierra Blanca, no Texas, onde a polícia encontrou haxixe e maconha dentro do seu ônibus de turnê. Ela foi brevemente mantida na prisão de Hudspeth County.

A cantora começou pedindo desculpa para “o cara que dirige a prisão,” por ter sido “atuante”. Depois, ela passou a dizer que os outros quatro policiais tiveram um tipo de comportamento “inadequado” e “provavelmente ilegal”.

“E eu gostaria que vocês soubessem que eu ouvi tudo o que fizeram”, disse a cantora no palco. “Eu anotei seus nomes e tudo o que fizeram e disseram estupidamente pensando que eu não podia ouvir ou ver vocês. Rasguei, mas não sem antes codificá-lo – e colocá-lo em duas caixas trancadas. Vamos chama-las de ‘célula de armazenamento um’ e ‘célula de armazenamento dois’. Na primeira, está a versão codificada da merda que vocês fizeram que eu sei que era inapropriado e provavelmente ilegal. Na segunda, está o decodificador.”

Ela continuou: “Eu sou a única que tem as duas chaves, e nós provavelmente seremos íntimos para sempre, porque manterei o segredo. A não ser que vocês estejam interessados em se tornar uma celebridade. Eu vou transformar vocês em famosos no momento em que vocês pedirem e abrirei as caixas. Então, por que vocês não ficam na de vocês?”

Veja o vídeo da declaração da cantora (sem legenda):