Fogos de artifício, queimaduras e indenização: o desastroso comercial de Michael Jackson para Pepsi [FLASHBACK]

O incidente aconteceu no dia 27 de janeiro de 1984

Redação Publicado em 27/01/2021, às 15h30

None
Michael Jackson (Foto: Allen / Media Punch / IPX)

Há exatos 37 anos, Michael Jackson sofreu diversas sérias queimaduras enquanto filmava o comercial da Pepsi - e precisou ficar internado para se tratar. Na época,  o Rei do Pop tinha 25 anos, e já era um sucesso mundial.

+++LEIA MAIS: Como Michael Jackson foi coroado Rei do Pop?

Jackson foi convidado pela Pepsi para participar do comercial, mas as filmagens, no dia 27 de janeiro de 1984, não saíram conforme o esperado. Segundo a BBC, enquanto o músico cantava “Billie Jean”, os efeitos especiais deram errado, deixando o cabelo do astro em chamas.

Além da produção do comercial, três mil fãs testemunharam o momento no qual fogos de artifício foram disparados atrás do cantor, cobrindo-o com faíscas que se transformaram em fogo quando alcançaram o cabelo. No dia, Jackson precisou ser lavado ao hospital, onde tratou as queimaduras de segundo e terceiro grau no couro cabeludo.

+++LEIA MAIS: Michael Jackson quase morreu durante as gravações de ‘Billie Jean’; entenda

Para a recuperação, o astro precisou fazer uma cirurgia de enxerto de pele e implante de cabelo - e diante de todos esses problemas, a Pepsi indenizou Jackson com o valor de US$ 1 milhão. O cantor usou o dinheiro para criar a Associação Michael Jackson Burn Center para cuidar de crianças vítimas de queimadura.

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ OS PIORES FILMES DE 2020 | ROLLING STONE BRASIL