Pulse

Foo Fighters nasceu para exorcizar a morte de Kurt Cobain, diz Dave Grohl

Primeiro disco da banda surgiu quase acidentalmente - Grohl só estava tentando se distrair

Redação Publicado em 16/04/2019, às 15h25

None
Show do Foo Fighters no Maracanã, Rio de Janeiro, durante excursão da banda de Dave Grohl com o Queens of the Stone Age pelo Brasil (Foto: Marcos Hermes)

Dave Grohl considerou parar de tocar após a morte de Kurt Cobain e consequente fim do Nirvana, banda na qual era baterista. Mas, no lugar disso,  investiu toda sua energia criativa no Foo Fighters.

O novo projeto exigiu o foco de Grohl: ele gravou todos os instrumentos e vocais de Foo Fighters, primeiro disco da banda homônima, e colocou-se como frontman do grupo. Em entrevista transcrita pela Alternative Nation, o músico explicou que o disco só nasceu como uma forma de superar a morte de Cobain.

“O primeiro álbum do Foo Fighters não era para ser gravado. Era uma espécie de experimento - quase como um exorcismo. Eu não estava fazendo nada depois que Kurt morreu, e finalmente pensei que devia gravar algo”, explicou.

“Então, fui a um estúdio na mesma rua da minha casa. Me enfurnei lá por seis dias, o que para mim foi uma eternidade, e criei 14 músicas nas quais toquei todos os instrumentos, mas não queriam que soubessem que fui eu. Então quis chamar de Foo Fighters, porque é no plural… Parece idiota. Mas achei que fossem pensar ‘Os Foo Fighters… Quem são eles?”

Dave Grohl fez 100 cópias da gravação em fitas cassetes e distribuiu para amigos. Apesar de não ser um disco, exatamente, chamou a atenção de diversas gravadoras.

“Começaram a me ligar e dizer ‘ei, queremos lançar seu disco’, e eu só pensava ‘aquela fita que fiz? nem é um álbum.’ Mas minha advogada me ligou e disse para eu não lançar por gravadora. Ela disse ‘Lança seu próprio selo, e depois fecha com outras pessoas para produzir e distribuir’, e foi o que fiz”, completou.

O disco deu certo. Depois disso, o Foo Fighters lançou outros oito álbuns, e tem estado em turnê praticamente ininterruptamente. A banda vem ao Brasil ainda este ano para tocar no Rock In Rio durante o sábado, 28 de setembro, mesmo dia de Weezer, Tenacious-D e Whitesnake.

Algoritmo da Vida: novo projeto da Rolling Stone Brasil busca sintomas de depressão mas redes sociais para prevenção do suicídio: