Foo Fighters pede que McCain pare de usar "My Hero"

Canção está sendo tocada na campanha de candidato republicano sem autorização da banda ou da gravadora

Da redação Publicado em 08/10/2008, às 14h41

Os integrantes do Foo Fighters pediram em comunicado oficial que o candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, John McCain, pare de usar a música "My Hero" em sua campanha eleitoral.

O grupo é mais um dentre diversos artistas que tiveram o mesmo problema com o conservador, entre eles Eddie Van Halen e John Mellencamp, ambos apoiadores declarados do candidato democrata Barack Obama.

"É frustrante e enervante que alguém que diz falar com o povo americano mostre repetidamente desrespeito com propriedades criativas e intelectuais. A coisa mais triste é que 'My Hero' foi escrita em homenagem ao homem comum e seu extraordinário potencial", clama o comunicado, que continua: "Se apropriar da canção sem nosso conhecimento é um modo de subverter o sentimento original de sua letra".

A banda ainda afirmou que espera que o candidato pare de usar a música, que está no disco The Colour and the Shape, de 1998, e que "comece a pedir permissão para os artistas".

Em setembro, o músico Jackson Browne processou McCain e todo o partido republicano por terem usado, também sem permissão, a canção "Running on Empty" na campanha presidencial.

O Foo Fighters atualmente está com a carreira parada. No mês passado, Dave Grohl afirmou que a banda pode ficar em hiato por dez anos, e que a decisão foi tomada após um histórico show na Wembley Arena, em Londres, que contou com a participação do Led Zeppelin. "Sinto que tocamos para todo mundo", afirmou o líder do grupo na ocasião.