Fotógrafo divulga imagens do primeiro show do Joy Division em Londres - e relembra Ian Curtis 40 anos depois do suicídio

Jonathan Crabb compartilha no Facebook diversas lembranças e memórias

Redação Publicado em 15/05/2020, às 16h18

None
Ian Curtis no início do Joy Division (Foto: Reprodução/Facebook/Jonathan Crabbs)

Jonathan Crabb, fotógrafo de turismo na Grã-Bretanha, começou a carreira no final dos anos 1970, fotografando bandas que também davam os primeiros passos, como… Joy Division,Depeche Mode e Sonic Youth.

No Facebook, Crabb compartilha diversas imagens antigas, tiradas a maioria entre 1978 e 1982 (uma estimativa, pois algumas não têm datas - só acontecimentos como lançamentos de discos e primeiros shows). 

+++ LEIA MAIS: Assista ao show sombrio do Joy Division em Manchester, um ano antes da morte de Ian Curtis [VÍDEO]

Uma das coleções mais emocionantes deve ser uma sequência de foto do Joy Division. As imagens são de um show logo após o Natal, em 27 de dezembro de 1978, no Hope and Anchor. O público era de cerca de 30 pessoas.

São cinco fotos, apenas: duas de Ian Curtis; uma de Bernard Sumner; uma de Stephen Morris; uma de Peter Hooks. Crabb, amador, usava, naquela noite, uma Kodak Instamatic, câmera instantânea com flash incontrolável. Não queria atrapalhar os artistas, então não fez mais cliques. Veja:

+++ LEIA MAIS: A última entrevista de Ian Curtis, do Joy Division, antes do suicídio: ‘Queremos tocar e nos divertir’; ouça

 

Naquela noite, supõe-se que Ian Curtis teve seu primeiro ataque epiléptico, doença que o atormentaria pelos anos seguintes. Alinhada à depressão, foi a ruína do músico, que se suicidou aos 23 anos.

Há fotos, também, de um dos primeiros shows do Depeche Mode. A banda abria para Fad Gadget em 12 de novembro de 1980. Daniel Miller, dono da Mute Records (e chefe da Fad Gadget) assistiu ao concerto e amou - fechou, naquela mesma noite, contrato com a banda. Depeche Mode seria o maior sucesso da Mute Records. Veja fotos do show:

No Brasil, para ajudar pessoas com pensamentos suicidas, há o Centro de Valorização da Vida. Pode ser encontrado no telefone 188 ou no site https://www.cvv.org.br/.