Fotógrafo explica como registrou a capa de Blonde on Blonde, de Bob Dylan

Em vídeo, Jerry Schatzberg tenta encontrar o prédio no qual clicou a histórica imagem do cantor

Rolling Stone EUA Publicado em 27/10/2015, às 15h23 - Atualizado às 17h58

Capa de Blonde on Blonde, de Bob Dylan
Reprodução

Chega às lojas em 6 de novembro The Cutting Edge 1965–1966: The Bootleg Series, Vol. 12, compilação que reunirá versões alternativas de faixas de três clássicos discos de Bob Dylan: Bringing It All Back Home, Highway 61 Revisited e Blonde on Blonde. Antecedendo o lançamento, Bob Egan, fundador do site PopSpots, foi atrás de uma importante peça no quebra-cabeça desse período da carreira do cantor.

Galeria: as oito maiores canções de Bob Dylan.

Egan foi a Nova York, onde se encontrou com o fotógrafo Jerry Schatzberg , responsável pelo retrato de Dylan que estampa Blonde on Blonde. Juntos, eles foram ao Meatpacking Distric na tentativa de encontrar o prédio no qual o músico posou para a histórica imagem.

Bob Dylan queria fazer disco com Beatles e Rolling Stones em 1969; entenda a história.

No vídeo abaixo (em inglês), Schatzberg fala sobre registro e explica por quais motivos a imagem está borrada. “Você sabe como são os críticos. Para todos, aquela era uma tentativa de fazer uma foto que simulasse o efeito de drogas. O que não é verdade. Era fevereiro e fazia muito frio em Nova York. Ele estava vestindo apenas uma jaqueta, assim como eu. Além disso, foi ele quem escolheu esse quadro”, explica o fotógrafo. Clique aqui para ver o vídeo na íntegra.

The Cutting Edge 1965–1966: The Bootleg Series, Vol. 12 será lançado em três diferentes versões: uma de luxo, com seis CDs, uma coletânea com dois CDs e uma para colecionadores, com 18cds, com todas as notas gravadas por Bob Dylan em estúdio de 1965/1966.