França quer acabar com a "ditadura da magreza"

Governo pretende lançar medidas para proteger a saúde das modelos

Da redação Publicado em 28/02/2008, às 10h47 - Atualizado às 10h51

A capital mundial da moda resolveu lutar contra os problemas desenvolvidos por modelos na corrida pelo corpo perfeito. O governo francês divulgou ontem, em Paris, a adoção de medidas contra o incentivo à magreza extrema, informou a agência EFE.

Os ministros pretendem ter a luta contra a anorexia como um dos pilares da campanha. A primeira medida seria a assinatura de uma carta, na qual profissionais da área admitiriam que suas modelos têm o corpo como principal instrumento de trabalho, e que por isso, devem protegê-lo. Segundo o projeto, o cuidado deve ser ainda maior com modelos menores de idade.

A previsão é de que em 2010 sejam criadas casas de apoio para jovens com problemas familiares. Também será criado um novo órgão, o Observatório da Qualidade Alimentar, a fim de evitar atos de apoio à anorexia e promover uma alimentação saudável.