Pulse

Francis Coppola critica Boris Johnson por amar trilogia de O Poderoso Chefão

O aclamado cineasta se sente envergonhado do primeiro-ministro britânico eleger a série de filmes como favorita

Redação Publicado em 14/09/2019, às 15h30

None
Francis Ford Coppola (Foto:AP Photo/Andrew Medichini/File)

O aclamado diretor norte-americano, Francis Coppola, lamentou o fato do Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, eleger a clássica trilogia O Poderoso Chefão como filme favorito.

Coppola disse que se sente envergonhado, visto que Johnson "se juntou às figuras mais brutais da história moderna, incluindo Saddam Hussein e Muammar Gaddafi."

+++ LEIA MAIS: Francis Ford Coppola basicamente inventou o smartphone mas ninguém ligou

O cineasta fez a declaração ao site MarketWatch de Londres e expliou o por que está infeliz com a situação. "Sinto muito que as cenas de um filme possam inspirar qualquer atividade no mundo real ou [encorajar] alguém que está prestes a arruinar o amado Reino Unido".

Coppola fez menção ao Brexit, que consiste na saída do Reino Unido da União Europeia. "Eu amo o Reino Unido e as contribuições para a humanidade, desde a nossa bela linguagem, a física de Newton até a penicilina. Então, eu estou horrorizado que isso considere fazer algo tão tolo como deixar a União Europeia".

+++ LEIA MAIS: Eu não sou um inglês estúpido, diz Elton John sobre o Brexit

Johnson revelou que adora especificadamente as cenas de assassinato retratada no clássico filme de 1972 do diretor, estrelado por Marlon Brando, Al Pacino e Diane Keaton.