Frank Iero desabafa sobre fim do My Chemical Romance: 'Muito assustador'

A banda se separou em 2013, mas resolveu retomar as atividades no final de 2019

Redação Publicado em 25/08/2020, às 19h11

None
Frank Iero (Foto: Mitchell Wojcik)

Frank Iero, guitarrista do My Chemical Romance, falou sobre a separação inicial da banda, em 2013. Segundo o músico, foi um momento “assustador” para ele. As informações são da NME

+++LEIA MAIS: O que nasceu primeiro, Umbrella Academy ou My Chemical Romance? Gerard Way conta história 'antiga' com quadrinhos

O My Chemical Romance foi formado em 2001, mas em 2013 a banda se separou. Apenas 6 anos depois, ao final de 2019, os músicos revolveram retornar ao grupo. Em entrevista, Frank Iero admitiu que se assustou com a incerteza após a decisão da separação. 

“Quando o My Chemical Romance acabou, foi um sentimento de encerramento, mas também, ao mesmo tempo, esse pânico se instalou porque você fez algo por tanto tempo e isso quase o definiu”, disse ele.

+++LEIA MAIS: Papai emo: guitarrista do My Chemical Romance, Frank Iero ensina filha de 9 anos a tocar baixo

“Há conforto nisso, mas também há esse sentimento de 'Oh meu Deus, bem, o que você faz? Quem é você?’ Se isso não definia você, o que você faz agora? É um momento assustador, assustador”, explicou.

Apesar da incerteza, o guitarrista contou que foi capaz de controlar o medo para se dedicar ao projeto paralelo Frank Iero e The Future Violents: “Eu sinto que as coisas que me assustam são as coisas pelas quais gravito”, disse ele.


+++ DELACRUZ SOBRE FILHOS, VIDA E MÚSICA: 'ME ENCONTREI NO AMOR, NA FAMÍLIA, NO LADO BOM'