Freddie Mercury: A história da festa mais louca do rock com o lançamento do disco do Queen

Strippers, galinhas vivas mordidas e anões com cocaína fazem parte dos rumores da festa

Redação Publicado em 20/04/2020, às 10h03

None
Freddie Mercury, do Queen, em 1985 (Foto: Mark Allen / AP Photo)

Freddie Mercury era uma verdadeira estrela do rock e adorava dar festas insanas repletas de drogas e álcool. Mas existe uma história considerada a mais louca da história do rock, o evento de lançamento do disco Jazz.

Em 1978, o Queen estava pronto para lançar o sétimo álbum da carreira e conquistar mais uma vez o mundo com os hits “Don’t Stop Me Now” e “Fat Bottomed Girls”. E para comemorar, Mercury organizou uma festa luxuosa na noite de Halloween no Fairmont Hotel, em Nova Orleans, nos Estados Unidos.

+++ LEIA MAIS: Brian May, do Queen, não sabia que Freddie Mercury era gay durante anos

Segundo o Showbiz CheatSheet, a festa foi tematizada de acordo com a data comemorativa e contou com uma decoração assustadora com esqueletos e elementos de bruxaria. A escritora Pamela Des Barres revelou no livro Rock Bottom: Dark Moments in Music Babylon que o evento também contou com travestis, strippers e encantadores de serpentes.

Já a NME trouxe detalhes mais polêmicos e afirmou que haviam garçons e garçonetes nus, um convidado mordendo cabeças de galinhas vivas, modelos nus lutando em uma cova de fígado, além de uma sala especial para os convidados terem relações sexuais.

+++LEIA MAIS: Brian May se emociona ao relembrar a morte de Freddie Mercury: "Feito no paraíso"

Mas o detalhes mais polêmico revelado pelo veículo foi sobre uma das “atrações” da festa. Mercury teria contratado anões para andar pelo hotel com pratos grudados na cabeça para servir cocaína para os convidados.

Contudo, a história tem controvérsias. O ex-assistente pessoal do astro do rock, Peter Freestone negou o rumor e disse: “É uma lenda do rock ‘n’ roll, mas nunca teve anões andando pela festa com tigelas de cocaína na cabeça”.

Entre rumores e polêmicas, o que se sabe é que a festa foi uma das mais insanas já vista na história do rock e custou US$ 200.000 apenas para o vocalista do Queen.


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA