Friends, How I Met Your Mother e mais: Quais séries seriam 'canceladas' em 2020?

Machismo e discursos preconceituosos são algumas pautas observadas pelo público que acompanha ou já acompanhou estes seriados

Isabela Guiduci Publicado em 07/06/2020, às 12h00

None
Friends e How I Met Your Mother (Foto: Divulgação Warner/ Foto 2: Divulgação)

É notório a preocupação dos serviços de streaming como Netflix e Amazon Prime em trazer, ainda mais em sitcoms e séries adolescentes, representatividade ao apresentar protagonistas e personagens não-brancos, LGBTQ+ e pautar as minorias em novas produções, como o público vê em Sex Education, por exemplo.

+++LEIA MAIS: Os 13 piores namorados da ficção: de Friends a Gilmore Girls

Há séries famosas, porém, principalmente aquelas criadas em outras décadas, que possivelmente por terem sido pensadas em outro período, escancaram o machismo e discursos preconceituosos - e certamente seriam 'canceladas' caso fossem lançadas em 2020. 

Clássicos como Friends ou How I Met Your Mother reproduzem discursos estruturais machistas em falas e posturas de personagens. A questão em pauta não é deixar de acompanhar ou gostar da série, mas repensar as atitudes problemáticas vistas nelas. Assim, listamos os seriados que seriam 'cancelados' se lançadas em 2020:

+++LEIA MAIS: Friends, Game of Thrones e How I Met Your Mother: 11 casais tóxicos que o público ama - mas não deveria [LISTA]

Friends

Friends é uma série criada em outra realidade. Contudo, há questões problemáticas que são vistas no sitcom como machismo, homofobia e gordofobia. Há diversas falas ao longo do seriado que reproduzem estes discursos estruturais disfarçados em "piadas" como acontece com a Monica Gorda, ou no caso de Ross com a ex-esposa, Carol e o relacionamento dela com Susan (Vale lembrar que minorias não são e jamais devem ser motivo de piada ou brincadeiras desagradáveis e preconceituosas).

No caso do machismo, as cenas são um pouco mais frequentes. Em diversos momentos, todos os três protagonistas homens reproduzem este discurso, em especial Ross, como quando ele esconde os biquínis da namorada Elizabeth porque eram "pequenos demais", ou a vez em que ele não quis contratar uma "babá homem"; ou o momento no qual interpretou que Rachel queria sexo porque ela estava nua em casa, entre diversas outras atitudes. 

+++LEIA MAIS: É 2020 e atriz de Emma em Friends ‘acorda’ para responder piada de Chandler


How I Met Your Mother

How I Met Your Mother também pode ser bem problemática em relação ao machismo. Tanto Tedcomo Barneyreproduzem este discurso constantemente. Um exemplo é como Ted tenta forçar Robin mudar de ideia sobre querer ter uma família, reforçando o discurso estrutural da sociedade de que uma mulher "precisa" ter filhos. Além disso, o personagem insiste constantemente para ela dar uma chance a ele quando ela já tinha dito "não" - e, sabemos que não é não. 

Barney é um pouco mais complexo, porque o personagem constantemente coloca a mulher como um objeto válido apenas para o sexo. Além de diversas falas e atitudes extremamente machistas ao longo da série.

+++ LEIA MAIS: How I Met Your Mother: 7 erros de continuidade que você não percebeu


Gossip Girl

Um dos casais mais aclamados pelos jovens e adolescentes que acompanharam Gossip Girl é Chuck e Blair - o relacionamento dos dois é tão romantizado, que o público ignora o quão machista e abusivo é o personagem.

Ao longo da série, Chuck constantemente escancara o machismo em falas e posicionamentos, como, por exemplo, tentar "dominar" Blair, ter controle sobre ela, entre outros. Vale lembrar que a dominação masculina vem do machismo estrutural impulsionado pela sociedade patriarcal.

+++ LEIA MAIS: Por que o final alternativo (e escondido) de How I Met Your Mother faz mais sentido do que o original?


Grey's Anatomy

O drama hospitalar é muito querido pelos fãs e, de fato, é uma série com um desenvolvimento bem-sucedido. Alguns personagens, no entanto, escancaram os discursos machistas como é o caso de Derek.  

Não apenas isso, mas também, ao longo da série, o machismo é notado em falas e comportamentos de parte dos personagens do elenco masculino - os mais comuns é desvalorização da mulher, objetificação e outros.  

+++ LEIA MAIS: 11 atores de Grey’s Anatomy: onde estão depois de sair da série?


Game Of Thrones

Não é segredo que a série é bem polêmica em várias cenas. A manipulação e o abuso psicológico é presente ao longo de todas as temporadas. Embora seja uma produção grandiosa e certamente icônica pelas batalhas, há diversos discursos machistas, principalmente em relação à objetificação da mulher.

Um dos casos mais complicados e sérios é o de Khal Drogo e Daenerys, no qual, ele estupra a companheira e parte do público 'romantizou' a cena, porque eles são um casal - mas é um estupro, já que ele a forçou a ter relações sexuais.

+++LEIA MAIS: Astro de Game of Thrones revela que série gravou um final alternativo; entenda


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE