Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Oscar

Fundação dos Sobreviventes do Holocausto condena discurso de Jonathan Glazer no Oscar

David Schaecter, presidente da fundação e sobrevivente do Holocausto escreveu uma carta aberta, classificando a fala como 'moralmente indefensável'

Jonathan Glazer venceu o prêmio de Melhor Filme Internacional no Oscar por Zona de Interesse (Foto: Rodin Eckenroth/Getty Images)
Jonathan Glazer venceu o prêmio de Melhor Filme Internacional no Oscar por Zona de Interesse (Foto: Rodin Eckenroth/Getty Images)

O presidente da Fundação dos Sobreviventes do Holocausto dos EUA (HSF), David Schaecter, 94 anos, repreendeu o diretor da Zona de Interesse(2023), Jonathan Glazer, pelo discurso de agradecimento no Oscar, após o longa-metragem ser premiado na categoria de Filme Internacional. O diretor vinculou o tema do Holocausto de seu filme às críticas ao conflito em curso em Gaza em Israel.

“Assisti com angústia no domingo à noite quando ouvi você usar a plataforma da cerimônia do Oscar para equiparar a brutalidade maníaca do Hamas contra israelenses inocentes com a difícil, mas necessária autodefesa de Israel diante da barbárie contínua do Hamas. Seus comentários foram factualmente imprecisos e moralmente indefensáveis”, escreveu o chefe da fundação dirigida por sobreviventes em uma carta aberta assinada pelo comitê executivo e compartilhada no site da organização nesta terça-feira, dia 12.

+++LEIA MAIS: Johnny Depp publica foto falsa com Robert Downey Jr. no Oscar; entenda

Shaecter sobreviveu três anos no campo de extermínio nazista de Auschwitz e outro em Buchenwald. “Você deveria ter vergonha de usar Auschwitz para criticar Israel. Você fez um filme sobre o Holocausto e ganhou um Oscar. E você é judeu. Bom para você. Mas é vergonhoso que você presuma falar em nome dos seis milhões de judeus, incluindo um milhão e meio de crianças, que foram assassinados apenas por causa da sua identidade judaica", ainda diz o texto.

Zona de Interesse conta a história da vida da família do comandante nazista do campo de Auschwitz, tendo como pano de fundo as piores atrocidades do Holocausto. Durante o discurso de aceitação do prêmio, Glazer disse: “Nosso filme mostra onde a desumanização leva ao pior. Neste momento, estamos aqui como homens que refutam seu judaísmo e o Holocausto sendo sequestrados por uma ocupação, que levou ao conflito para tantas pessoas inocentes — sejam as vítimas do 7 de Outubro em Israel ou o ataque em curso a Gaza — todas as vítimas desta desumanização… como podemos resistir?"

+++LEIA MAIS: Lily Gladstone está 'sentindo o amor em grande estilo' depois do Oscar