Funeral de Malcolm Young, do AC/DC, tem homenagem com guitarra lendária

Corpo do músico foi velado nesta terça, 28, em cerimônia privada com a presença de Angus Young, Brian Johnson e Phil Rudd

Redação Publicado em 28/11/2017, às 11h58 - Atualizado às 12h11

Angus Young (à esq.) segura uma guitarra enquanto o corpo de Malcolm Young, irmão dele e cofundador do AC/DC, é carregado após funeral na catedral de St Mary em Sydney, na Austrália

Ver Galeria
(2 imagens)

Nesta terça-feira, 28, o corpo do guitarrista e cofundador do AC/DC Malcolm Young foi velado em uma cerimônia privada na catedral de St. Mary, em Sydney, na Austrália. Entre os presentes estavam Angus Young, irmão mais novo dele que o ajudou a formar o lendário grupo de rock, e os ex-integrantes Brian Johnson, vocalista que se afastou em 2016 por problemas de audição, e o baterista Phil Rudd.

O músico morreu aos 64 anos no último dia 18 de novembro. Em um comunicado publicado no Facebook, a banda lamentou o ocorrido e falou sobre a demência sofrida pelo artista, doença que o afastou do grupo em 2014, após quatro décadas.

Brian Johnson, do AC/DC, relembra Malcolm Young: “Ele nos ensinou o significado de estar em uma banda”

Além dos membros do AC/DC, os músicos australianos Jimmy Barnes e Angry Anderson compareceram ao funeral. Um grupo de fãs também se despediu do ídolo.

Segundo informações da ABC, a icônica guitarra de Malcolm (apelidada de “the beast”, ou “a fera”, em tradução livre para o português), foi colocada em cima do caixão durante a cerimônia. O funeral foi seguido de um enterro privado. A família pediu que, para homenagear Malcolm, os fãs substituíssem o tradicional gesto de enviar flores por doações ao Exército da Salvação.

O guitarrista deixou a esposa, Linda, dois filhos, Cara e Ross, três netos, além de uma irmã e o irmão. Em 23 de outubro, havia morrido também George Young, irmão deles, que era mentor dos músicos e produtor da banda.