G8 quer apreender players piratas

Nações mais ricas do mundo estudam lei que permite a policiais confiscar tocadores suspeitos

Da redação Publicado em 27/05/2008, às 16h14 - Atualizado às 19h25

Acontece em julho deste ano mais uma das reuniões do G8, e um dos temas em pauta é a criação de novas leis de proteção de direitos autorais. O grupo dos oito países mais ricos do mundo - Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Canadá e Rússia - estuda permitir a apreensão de tocadores de mp3 suspeitos de carregarem arquivos piratas.

As apreensões poderiam acontecer inclusive em aeroportos, quando passageiros investigados cruzarem fronteiras entre dois países do G8.

De acordo com informações divulgadas pela PC World, é possível que toda a União Européia também seja submetida à nova legislação, que permitirá que as polícias dos países-membros investiguem downloads ilegais através de softwares que rastreiam operações de internautas por meio de acesso aos registros dos provedores.

A lei pode não ser aprovada, já que vai contra o direito de privacidade dos usuários comuns.