Pulse

Game of Thrones: Jason Momoa defendia Emilia Clarke em gravações de cenas abusivas de sexo

A atriz foi pressionada para ficar nua durante as filmagens

Redação Publicado em 21/11/2019, às 15h32

None
Jason Momoa e Emilia Clarke em Game Of Thrones (Foto: Divulgação)

Em uma conversa com Dax Shepard para o podcast Armchair Expert, Emilia Clarke, a Daenerys Targaryen em Game of Thrones, revelou que foi pressionada várias vezes a realizar cenas de nudez para não "decepcionar" os fãs da série. E a maior parte delas com Jason Momoa.

A atriz, com 23 anos na época, contou que se sentiu muito mal e constrangida com a situação ao gravar as primeiras cenas de sexo. O parceiro de cena, Jason Momoa, foi muito educado e amável com ela e a defendeu durante as gravações, segundo ela afirmou ao site norte-americano AOL.

+++LEIA MAIS: Game of Thrones: Emilia Clarke revela que foi pressionada a fazer cenas de nudez para não "decepcionar" fãs

"Ele chorava mais do que eu!", revelou a atriz sobre as filmagens de Game of Thrones quando Drogo estupra Daenerys.

Ela continuou: "Ele tomou conta de mim em um ambiente no qual eu não sabia que precisavam que tomassem conta de mim… Ele foi muito carinhoso e sensível, se importou comigo como ser humano."

+++LEIA MAIS: Emilia Clarke 'revive' Game of Thrones e publica foto com Jason Momoa e Kit Harington; veja

Ainda, Emilia falou como Momoa se sentia responsável em ajudá-la e cobrava a equipe o tempo inteiro para ela ser tratada com respeito absoluto.

Em outro momento das gravações, Clarke contou que o ator disse: "Podemos conseguir a p***a de um roupão para ela? Podemos arrumar qualquer porcaria? Ela está tremendo!".