Geezer Butler, do Black Sabbath, prepara autobiografia: 'É divertido relembrar os velhos tempos'

O baixista disse que se inspirou a escrever após refletir sobre a morte dos pais

Redação Publicado em 18/03/2021, às 11h36

None
Geezer Butler (Foto: Richard Shotwell/Invision/AP)

Geezer Butler, baixista fundador do Black Sabbath, começou a escrever uma autobiografia - e a obra promete ter histórias incríveis. Em entrevista ao site Clevelend.com (via Louder Sound), o músico revelou que teve o desejo de escrever sobre si após refletir sobre a morte dos pais.

“Quando meus pais morreram, sempre desejei ter perguntado a eles muito mais coisas do que eu sabia. Realmente não sei muito sobre minha mãe e meu pai porque eles sempre estiveram lá. Então, comecei a escrever um livro de memórias para meus netos lerem, e é divertido relembrar os velhos tempos, crescer em Birmingham e tudo mais,” disse.

+++LEIA MAIS: Geezer Butler diz que ensinou símbolo de chifres com as mãos para Ronnie James Dios: 'Eu fazia muito antes'

De acordo com entrevistas anteriores, o músico teve uma infância agitada, e a obra deve tocar nesses pontos iniciais da vida de Butler. “Birmingham [cidade natal] foi fortemente bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial, então no início dos anos 50 ainda estava cheia de muitos edifícios bombardeados. Tínhamos racionamento - você só podia receber uma verba do governo para comida,” explicou.

“Não conhecia nada diferente, então tive uma infância muito aventureira. Tinha abrigos antiaéreos e edifícios destruídos para brincar. Foi ótimo para a imaginação,” relembrou Geezer Butler.

+++LEIA MAIS: Sharon Osbourne revela que Geezer Butler e Bill Ward são 'pagos para tocar': 'Ozzy e Tony são todos do nome Black Sabbath'

O músico não especificou quais histórias serão contadas na autobiografia, mas, certamente, algumas lembranças sobre o Black Sabbath também serão abordadas.  Ainda não há uma data definida para a publicação da obra. 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ LAGUM: 'BUSCAMOS SER GENUÍNOS' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL


+++MAIS SOBRE FILMES: Oscar 2021: Veja os indicados da 93ª edição da premiação

Adiada em quase dois meses por conta da pandemia de coronavírus, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas revelou os indicados da 93ª edição do Oscar - uma das maiores premiações de cinema - nesta segunda, 15. É a terceira vez que o evento foi adiado na história. Originalmente programado para 28 de fevereiro de 2021, o evento será transmitido em 25 de abril.

Também teve mudança na regra de elegibilidade dos filmes com extensão do prazo dos lançamentos. A cerimônia será de forma presencial e transmitida ao vivo de vários lugares, segundo comunicado oficial da Academia divulgado pela Reuters.

+++LEIA MAIS: 9 brasileiros que votam no Oscar - e como chegaram lá [LISTA]

Quem anunciou os indicados foi o casal Nick Jonas e Priyanka Chopra. Veja, abaixo, os nomeados ao Oscar 2021:


Melhor Atriz Coadjuvante

Maria Bakalova - Borat 2
Glenn Close - Era uma vez um sonho
Olivia Colman - The Father
Amanda Seyfried - Mank
Yuh-Jung Youn - Minari


Melhor Figurino

Emma
A Voz Suprema do Blues
Mank
Mulan
Pinóquio


Melhor Trilha Sonora Original

Destacamento Blood
Mank
Minari
Relatos do mundo
Soul


Melhor Roteiro Adaptado

Borat 2
The Father
Nomadland
One Night in Miami
O Tigre Branco


Melhor Roteiro original

Judas e o Messias Negro
Minari
Promising Young Woman
Som do Silêncio
Os 7 de Chicago


Melhor Curta-Metragem Animado

Burrow
Genius Loci
If Anything Happens I Love You
Opera
Yes-People


Melhor Curta-Metragem em Live Action

Feeling Through
The Letter Room
The Present
Two Distant Strangers
White Eye


Melhor Ator Coadjuvante

Sacha Baron Cohen - Os 7 de Chicago
Daniel Kaluuya- Judas e o Messias Negro
Leslie Odom Jr. - One Night in Miami
Paul Raci - Som do Silêncio
Lakeith Stanfield - Judas e o Messias Negro


Melhor Documentário

Collective
Crip Camp: Revolução pela Inclusão
The Mole Agent
Professor Polvo
Time


Melhor Documentário em Curta-Metragem

Colette, Mon Amour
A Concerto Is a Conversation
Do Not Split
Hunger Ward
A Love Song For Latasha


Melhor Filme Estrangeiro

Another Round
Better days
Collective
O Homem que Vendeu Sua Pele
Quo vadis, aida?


Melhor Design de Produção

The Father
A Voz Suprema do Blues
Mank
Relatos do mundo
Tenet


Melhor Edição

The Father
Nomadland
Promising Young Woman
Som do Silêncio
Os 7 de Chicago


Melhor Fotografia

Judas e o Messias Negro
Mank
Relatos do mundo
Nomadland
Os 7 de Chicago


Melhores Efeitos Visuais

Love and Monsters
O Céu da Meia-Noite
Mulan
The one and only Ivan
Tenet


Melhor Maquiagem e Penteados

Emma
Era uma vez um sonho
A Voz Suprema do Blues
Mank
Pinóquio


Melhor Animação

Dois Irmãos
A Caminho da Lua
Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca
Soul
Wolfwalkers


Melhor Canção Original

"Fight for You," cantada por H.E.R. - Judas e o Messias Negro
"Hear My Voice," por Celeste - Os 7 de Chicago
"Husavik," por Molly Sandén e Will Ferrell - Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars
"Io sì (Seen)," por Laura Pausini - La vita davanti a sé (The Life Ahead)
"Speak Now," por Leslie Odom Jr. - One Night In Miami


Melhor Ator

Riz Ahmed - Som do Silêncio
Chadwick Boseman - A Voz Suprema do Blues
Anthony Hopkins - The Father
Gary Oldman - Mank
Steven Yeun - Minari


Melhor Atriz

Viola Davis - A Voz Suprema do Blues
Andra Day - The United States vs. Billie Holiday
Vanessa Kirby - Pieces of a Woman
Frances McDormand - Nomadland
Carey Mulligan - Promising Young Woman


Melhor diretor

Thomas Vinterberg - Druk
David Fincher - Mank
Lee Isaac Chung - Minari
Chloé Zhao - Nomadland
Emerald Fennell - Promising Young Woman


Melhor Filme

The Father
Judas e o Messias Negro
Mank
Minari
Nomadland
Promising Young Woman
Som do Silêncio
Os 7 de Chicago