Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Gene Simmons, do Kiss, achou que fosse morrer ao pegar carona com Eddie Van Halen depois de show do Metallica

O baixista do Kiss explicou que a direção de Van Halen o deixou ‘morrendo de medo’

Redação Publicado em 27/10/2020, às 15h43

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Montagem de Gene Simmons (Foto: Amy Harris / Invision / AP) e Eddie Van Halen (Foto: Rick Scuteri/AP)
Montagem de Gene Simmons (Foto: Amy Harris / Invision / AP) e Eddie Van Halen (Foto: Rick Scuteri/AP)

Gene Simmons era um grande amigo de Eddie Van Halen . No entanto, o guitarrista da banda Van Halen quase causou um acidente ao dar carona para o músico do Kiss - e tudo isso após um show do Metallica. As informações são do site NME.

+++LEIA MAIS: Gene Simmons quer que as pessoas parem de reclamar da quarentena: 'Não é sobre você, é sobre o resto de nós’

A carona inusitada aconteceu na década de 1980, início do Metallica. Em participação no podcast The Dennis Miller Option, Simmons falou sobre o momento, após a apresentação da banda de metal na Arena Long Beach: 

"Quando o show acabou, disse [para Eddie]: 'É ótimo ver você. Espero que todos estejam bem. Vou entrar no meu carro e voltar para L.A.’ Então ele disse: ‘Não, cara. Venha comigo. Estou com meu Jeep aqui e vou levá-lo de volta.’ Falei ‘Claro. Certo. Por que não?’ e falei para o motorista da limusine, 'Quer saber? Faça o seu caminho de volta. Vou com esse cara’. 'Bem, tome cuidado com o que deseja", falou Simmons.

+++LEIA MAIS: Eddie Van Halen do início ao fim: do glamour dos anos 1980 à brava luta contra o câncer

O baixista continuou: “Então ele me colocou nessa velha calhambeque sem portas. Você já viu [a série de televisão americana de comédia e drama de guerra] M * A * S * H ​​com aqueles helicópteros que não têm portas e eles estão voando de lado e você acha que vai morrer? Essa coisa não tem portas. Tem cintos de segurança”.

De acordo com Simmons, a direção de Van Halen o deixou com muito medo: “Eddie estava fumando como uma chaminé e dirigindo o que eu pensei ser a 160 quilômetros por hora pela 405 [rodovia]. E estava segurando minha preciosa vida e tentando fingir que sou um cara sem medo e tudo mais. [Estava] morrendo de medo. Disse: ‘Eddie, Eddie, diminua a velocidade’. Um cigarro estava pendurado na boca dele e ele disse: ‘Por quê?’ Não sabia bem o que responder”.

Eddie Van Halen morreu aos 65 anos, no dia 6 de outubro de 2020, aos 65 anos, devido a um câncer.


+++ BK' | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL