George Clinton promete expor a batalha contra o vício em nova biografia

Músico prepara um livro de memórias que deve ser lançado no primeiro semestre de 2014, nos Estados Unidos

Rolling Stone EUA Publicado em 06/06/2013, às 10h38 - Atualizado às 10h40

George Clinton
AP

George Clinton está escrevendo um livro de memórias que deve ser lançado no primeiro semestre de 2014, pela Atria Books. O pioneiro do funk se juntou a Ben Greenman, escritor e editor da The New Yorker que colaborou com Questlove na publicação prestes a chegar assinada pelo baterista do The Roots chamada Mo Meta Blues: The World According to Questlove.

Clinton, aos 72 anos, promete levar os leitores através da carreira, começando quando ele era membro de um quarteto vocal em Nova Jersey, até a ascensão dentro da indústria fonográfica com Parliament e Funkadelic. O livro também trará a batalha do músico contra os vícios.

“A vida de Clinton é tão escandalosa, revolucionária e intoxicante quanto a música dele”, declarou Malaika Adero, vice-presidente e editor sênior da Atria, em nota oficial.

No livro, o fundador do Parliament-Funkadelic também irá revelar detalhes das batalhas judiciais que ele travou para ganhar o controle dos direitos autorais supostamente roubados dele no início da carreira.

“Eles podem pegar o que quiserem, mas não podem tirar de mim a minha história”, disse Clinton, também em nota.

Na Virada Cultural 2013, realizada em maio, em São Paulo, George Clinton comandou uma festa funk em palco montado na praça Júlio Prestes e fumou maconha com os fãs; saiba mais aqui.