George Clooney faz crítica a Bolsonaro: 'Muita raiva e ódio'

Na mesma ocasião, o astro também criticou o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán

Redação Publicado em 25/11/2020, às 16h57

None
George Clooney e Jair Bolsonaro (Foto 1: Rachel Murray/Getty Images for Hulu | Foto 2: Andressa Anholete/Getty Images)

George Clooney criticou Jair Bolsonaro em uma nova entrevista à revista GQ. O ator explicava sobre o novo filme dele, O Céu da Meia-Noite, em que interpreta um cientista em um mundo pós-apocalíptico, quando falou sobre o presidente do Brasil. Na mesma ocasião, também fez uma crítica ao primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán

+++LEIA MAIS: Por que Bolsonaro não participou de reunião na França com os outros 50 chefes globais?

"Não estávamos no meio de uma pandemia quando aconteceu, mas ainda havia todos estes outros elementos de quanto ódio e raiva todos nós estamos sentindo neste momento da história em todo o mundo", afirmou o astro. 

Ele continuou: "Vejam Bolsonaro no Brasil, ou Orbán na Hungria. Olhem ao redor. Muita raiva e ódio. [Meu novo filme] acontece em 2049. Se você o levasse a ferro e fogo, isto poderia muito bem ser o que nossa realidade é, se deixarmos este tipo de ódio supurar."

+++ LEIA MAIS: Bolsonaro reclama de críticas da Europa contra o desmatamento: ‘É seita ambiental’

O governo da Hungria respondeu George Clooney. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Tamas Menczer, falou ao canal de notícias pró-Orbán, HirTV, nesta segunda, 23: "George Clooneyé um bom ator, portanto merece respeito, mas... ninguém deveria tratá-lo como um oráculo político global. Pessoas estão sussurrando nos ouvidos dele."

O Céu da Meia-Noiteestreia dia 23 de dezembro, na Netflix.

+++LEIA MAIS: Friends: 14 atores famosos que aparecem na série, mas você provavelmente não lembra [LISTA]


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ FROID: 'QUERO CHEGAR A UM NÍVEL POPULAR' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL