George Michael quase substituiu Freddie Mercury no Queen? Roger Taylor responde

George Michael participou do show tributo a Freddie Mercury e encantou integrantes do Queen

Itaici Brunetti Publicado em 06/05/2021, às 09h30

None
George Michael (Foto: reprodução/ Agência Estado - AP)

Após a morte de Freddie Mercury em 1991, que decretou o fim do Queen como os fãs o conheciam, surgiram rumores de que George Michael poderia substituir o icônico vocalista. No entanto, o baterista Roger Taylor confirmou que os integrantes da banda ficaram impressionados com o cantor, mas provavelmente ele não se adequaria ao conjunto.

"Lembro-me de ouvir rumores, mas não teria sido o certo para nós" respondeu Roger Taylor em recente entrevista à revista Classic Rock após ser questionado sobre os rumores de que George Michael entraria para o Queen

+++LEIA MAIS: Freddie Mercury teve caso secreto com Carrie Fisher, de Star Wars; entenda [FLASHBACK]

O baterista ainda relembrou o quanto ficaram "chocados" com o talento do cantor quando ensaiaram para o show tributo a Freddie Mercury, realizado no Estádio de Wembley em 1992. "Brian May ficou 'pasmo' com a voz de George [Michael]. Era o mais próximo que chegava do alcance vocal do próprio Freddie", disse. 

No concerto em memória ao falecido vocalista doQueen, participaram Elton John, Axl Rose (Guns N' Roses), Roger Daltrey (The Who), Tony Iommi (Black Sabbath), Robert Plant (Led Zeppelin), Phil Collins, Liza Minnelli e outros grandes artistas, mas foi George Michael que abrilhantou os olhos - e ouvidos - de Brian May, Roger Taylor e John Deacon

+++LEIA MAIS: Primeira namorada de Freddie Mercury conta como percebeu que o cantor era gay

Na ocasião, George Michael cantou três canções do Queen: "'39", "These Are the Days of Our Lives" (com participação de Lisa Stansfield) e "Somebody to Love."

Nenhum convite oficial foi feito a George Michael para integrar o Queen, e na entrevista Roger Taylor deu a entender que o cantor também não estaria interessado em trabalhar com uma banda. 

"George não estava acostumado a trabalhar com uma banda ao vivo. Quando ele ouviu o poder que tinha por trás de si no ensaio que fizemos, ele não podia acreditar. Ele pensou que estava em um Concorde [antigo avião supersônico] ou algo assim. Ele era magnífico", relembrou Roger Taylor

+++LEIA MAIS: Por que Freddie Mercury demorou tanto tempo para revelar que tinha AIDS?

Na época, Brian May teceu elogios a George Michael: "Além da grande delicadeza, ele tem um grande controle, grande dinâmica e um poder enorme. A partir do momento em que ele entrou na sala de ensaio e tocamos 'Somebody to Love', nós pensamos: 'Uau'.

Relembre como foi o ensaio do Queen com George Michael

As informações são do site britânico The Express.


+++ KONAI | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL