George R.R. Martin critica Game of Thrones por ter 'inventado' estupro de Daenerys por Drogo: ‘A cena ficou pior’

O escritor revelou que não ficou satisfeito com a alteração da narrativa de Daenerys e Drogo

Redação Publicado em 07/10/2020, às 13h59

None
George R.R. Martin (foto: reprodução / AP: Matt Sayles)

George R.R. Martin criticou adaptação televisiva de Game of Thrones e os roteiristas  David Benioff e D.B. Weiss por terem “inventado” o estupro de Daenerys Targaryen por Khal Drogo. (Via Splash)

Em depoimento para livro Fire Cannot Kill a Dragon, o escritor enfatizou que a primeira relação sexual entre os personagens foi consensual e afirmou que não foi consultado pela produção para discutir as alterações da história original. 

No livro, Drogoprimeiro tenta interagir com Daenerys de uma forma descontraída e ensina a garota de 13 anos a desfazer as tranças de cabelo. O líder dos Dothraki só começa a fazer sexo com a menina após receber a permissão dela. 

+++ LEIA MAIS: Acredite: George R.R. Martin quer construir um castelo no próprio quintal

“Por que a cena do casamento mudou de uma sedução consensual para um estupro brutal da Emilia Clarke? Nós nunca discutimos isso juntos. A cena ficou pior, não melhor, do que era no livro”, disse o Martin.

Contudo, Benioff e Weiss rebateram a crítica do escritor e afirmaram que existe uma  incoerência na cena, pois Daenerysestava assustada demais para simplesmente aceitar fazer sexo com Drogo.

+++ LEIA MAIS: George R.R. Martin reclama de cena que mais detesta de Game of Thrones: ‘Nosso orçamento não foi o bastante’

Os roteiristas também apontaram que Drogo abusa da parceira diversas vezes ao longo do livro e a série não tinha espaço para adaptar todas as dimensões do relacionamento dos personagens, por isso, eles colocaram o estupro na noite de núpcias do casal. 

“Ela [Daenerys] é uma garota, está sentindo muito medo deste guerreiro bárbaro com quem se casou sem ao menos conhecê-lo. Fazer sexo é a última coisa que ela quer, mas mesmo assim no final da noite ela está neste relacionamento sexual feliz com ele. Não funcionou para nós."