Gilmore Girls: Um Ano Para Recordar ganha data de estreia

O revival chegará à Netflix com todos os episódios estreando de uma só vez

Stella Rodrigues, de Los Angeles Publicado em 27/07/2016, às 15h40 - Atualizado às 16h27

Cena do vídeo que divulgou a data de estreia do revival de Gilmore Girls, chamado <>Um Ano Para Recordar

Ver Galeria
(2 imagens)

A Netflix liberou a data de lançamento de Gilmore Girls: Um Ano Para Recordar, o tão aguardado revival de Gilmore Girls: 25 de novembro. A informação foi dada por meio de um tuíte contendo um vídeo, com pouco mais de um minuto, divulgado na tarde desta quarta, 27.

LEIA TAMBÉM

Gilmore Girls: veja as primeiras fotos oficiais do revival

Assista ao vídeo da visita de Rory Gilmore (Alexis Bledel) à Casa Branca

Veja o primeiro pôster do revival de Gilmore Girls

A notícia veio acompanhada de outra informação, a de que os quatro episódios estrearão ao mesmo tempo, como é tradição no serviço de streaming. Amy Sherman-Palladino, a showrunner da série, havia sinalizado anteriormente que preferia que os quatro capítulos de 90 minutos chegassem ao público com intervalos de tempo entre cada lançamento.

"Seria bom se as pessoas que pularem direto pro final dos episódios de Gilmore Girls fizessem terapia", disse Amy no painel sobre a série que a Netflix realizou no TCA, evento para críticos de TV que começa nesta quarta, 27, em Los Angeles. Ela comentou sobre "ter medo" de o público ir até o fim da temporada para descobrir respostas para as questões abertas pela série (como as tão aguardadas quatro últimas palavras): "Vejam todos em ordem, é uma jornada divertida. Eu queria soltar um episódio por vez e ameacei me enforcar com a cortina de banho se soltassem tudo, mas eles venceram."

"Não vai ter mais nada na minha carreira como isso que fizemos aqui", disse, também, a showrunner, que depois comentou sobre a presença de Melissa McCarthy (intérprete da chef Sookie St. James, que demorou para ser anunciada no revival): "Sempre soubemos que daríamos um jeito."

A protagonista Lauren Graham (Lorelai Gilmore) também esteve no painel e confessou: "A morte de Ed [ator que interpretou Richard Gilmore] trouxe uma profundidade emocional para os episódios, trouxe reflexões". Alexis Bledel, intérprete de Rory Gilmore, outra presente, disse: "As perguntas das pessoas serão respondidas ao fim dos quatro episódio."

Veja o o tuíte divulgando a data e, abaixo, a versão legendada do vídeo, que traz uma conversa entre Lorelai e Rory.

As gravações do revival terminaram em 10 de maio. Depois que Melissa McCarthy (intérprete da chef Sookie St. James) finalmente confirmou que estaria de volta ao revival, após muita negociação, praticamente todo o elenco da série original estará em Gilmore Girls: Um Ano Para Recordar. Além da melhor amiga de Lorelai, os fãs terão a chance de rever Rory (Alexis Bledel), Luke (Scott Patterson), Emily (Kelly Bishop), Kirk (Sean Gunn), Michel (Yanic Truesdale), os três ex-namorados de Rory – Logan (Matt Czuchry), Jess (Milo Ventimiglia) e Dean (Jared Padalecki) –, April (Vanessa Marano), Christopher (David Sutcliffe), Mrs. Kim (Emily Kuroda), toda a banda fictícia Hep Alien, incluindo o músico Sebastian Bach, e mais vários outros personagens (quase todos) retornaram para quatro episódios de uma hora e meia cada. Eles serão "temáticos" e terão o nome das estações do ano (começando pelo inverno e terminando no outono). A única ausência é a do ator Edward Herrmann (o patriarca Richard Gilmore), que morreu de câncer em 31 de dezembro de 2014.

A atriz Sutton Foster (Younger), que trabalhou com Amy Sherman-Palladino em outra série dela, Bunheads, e sempre foi fã de Gilmore Girls, também ganhou um papel. Além disso, outras pessoas do elenco de Bunheads foram vistas no set e todo dia aparecem fotos novas de atores que tiveram papéis pequenos interagindo com o elenco principal durante as gravações. Outra atriz que faz um “crossover” é Mae Whitman (Arrested Development). Na série Parenthood, ela interpretou Amber, filha da personagem de Lauren Graham, que encontrou neste drama familiar seu primeiro grande papel da TV pós-Gilmore Girls. De acordo com o TVLine, a atriz gravou uma ponta no revival e o papel que coube a ela é alguma espécie de piada interna que vai divertir os fãs de Parenthood.

Os episódios foram escritos e estão sendo dirigido pelo casal Amy Sherman-Palladino e Daniel Palladino, que criou a série e a comandou até a sua sexta temporada. Por uma briga contratual com a Warner, que exibia e produzia o programa, eles deixaram a atração que criaram na sétima e última temporada (exibida entre 2006 e 2007), que foi duramente criticada por não conseguir captar a visão dos criadores nos diálogos rápidos e piadas repletas de referências literárias, cinematográficas, televisivas e históricas.

Ao longo dos seis anos em que esteve no comando, Amy sempre declarou que já sabia desde a estreia, em 2000, as quatro últimas palavras que seriam ditas na série. Como ela nunca teve a chance de encerrar Gilmore Girls, nunca revelou a ninguém quais eram as palavras e o revival será a chance para os fãs verem quais ideias os Palladino tinham para o encerramento da jornada das garotas Gilmore. Amy já contou que as quatro palavras são uma interação, provavelmente um diálogo (curto, algo raro para o ritmo frenético das falas da série) entre mãe (Lorelai) e filha (Rory).

Sobre a série

Gilmore Girls contava a história de Lorelai e Rory, mãe e filha adolescente que moram na peculiar cidadezinha de Stars Hollow. Lorelai, filha de um casal endinheirado e da alta sociedade, deixou a casa dos pais na adolescência, logo depois do nascimento de Rory, e buscou abrigo na cidade cheia de personagens esquisitos, mas adoráveis.

Ao longo das sete temporadas, Lorelai finalmente se formou na faculdade, Rory ingressou e se formou em Yale e as duas se reaproximaram dos país/avós Richard e Emily Gilmore. Com um público alvo adolescente, a série também fez muito sucesso investindo nos relacionamentos amorosos das duas.

Conhecida pelo estilo de diálogo rápido, falastrão, e cheio de informações por vezes obscuras sobre o universo da cultura pop, Gilmore... tinha roteiros com o dobro de páginas em relação aos roteiros normais para séries de uma hora. O estilo, que muitas vezes foi comparado ao de Aaron Sorkin, é uma marca registrada de Amy, que sempre criou programas muito centrados em personagens femininas.