Glastonbury 2021: Mesmo com vacina, organização diz que ‘ainda falta muito’ para confirmar festival

Segundo Emily Eavis, o evento perdeu milhões este ano: "Não podemos arriscar que isso aconteça novamente"

Redação Publicado em 16/12/2020, às 09h47

None
Festival Glastonbury (Foto: Divulgação)

O Festival Glastonbury ainda está “muito longe” de ser confirmado para o próximo ano. É o que diz a organizadora do evento, Emily Eavis, segundo a revista NME.

Bem como outros festivais programados para o ano de 2020, o Glastonbury foi cancelado em março devido à pandemia de Covid-19.

+++ LEIA MAIS: Queen pede para tocar no Glastonbury, mas festival não aceita e motivo pode ser rixa antiga

Recentemente, o advogado Ben Challis aumentou as expectativas do público ao revelar que os planos estariam avançando para a 50ª edição do festival ser realizada em junho de 2021.

No entanto, Eavis disse à BBC que, embora eles estejam fazendo tudo o que podem para planejar o festival, “ainda estamos muito longe de dizer que realmente estamos confiantes de que a edição de 2021 siga adiante.”

“Eu não posso te dizer o quanto nós adoraríamos dar as boas vindas a todos de volta à fazenda”, acrescentou. “Tem estado muito quieto aqui este ano e queremos trazer as pessoas de volta o mais rápido possível.”

Segundo ela, as notícias sobre a vacina nas últimas semanas “aumentaram nossas chances.”

+++LEIA MAIS: Flashback: vídeo mostra Oasis tocando 'Live Forever' para um Glastonbury lotado; assista

“Mas que definitivamente não podemos arriscar é ir muito longe na organização do próximo ano, apenas para sermos arrebatados novamente. Perdemos milhões este ano e não podemos arriscar que isso aconteça novamente”, concluiu.

Criado em 1970, o Glastonbury é conhecido por promover shows a céu aberto e performances de dança, teatro e circo. Em 2019, nomes como The Killers, The Cure, Stormzy e Billie Eilish se apresentaram nos palcos do festival.


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes!


+++ PÉRICLES: 'QUEREMOS FAZER O NOSSO SOM, MOSTRAR NOSSA VERDADE E LUTAR POR IGUALDADE' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL