Globo de Ouro 2018: quem vai vencer e quem deveria vencer

Dunkirk tem a sua torcida? E Big Little Lies? Façam suas apostas

Sean T. Collins Publicado em 06/01/2018, às 11h24 - Atualizado às 11h47

Globo de Ouro 2018

No ano passado, nós fizemos uma lista de apostas para o Globo de Ouro já avisando de cara: é quase impossível prever. Esse ano, os indicados reforçaram ainda mais essa ideia, com Corra! avaliado como comédia e Twin Peaks quase totalmente ignorado. O melhor jeito de tratar o Globo de Ouro é encarando como uma daquelas competições de cachorro, levando em conta o pedigree. A pergunta não é “Qual o melhor filme do ano?”, mas sim “Qual o filme que a Hollywood Foreign Press Association considera o melhor do ano?”. Encare as previsões a seguir como a nossa tentativa de fazer um prognóstico. E vamos ver o que a premiação e o apresentador Seth Meyers vão inventar neste domingo, 7.

MELHOR FILME (DRAMA)

Me Chame Pelo Seu Nome

Dunkirk

The Post: A Guerra Secreta

A Forma da Água

Três Anúncios Para um Crime

Deve vencer Em uma das categorias mais disputadas e intrigantes do ano, a batalha parece ser entre dois competidores: The Post: A Guerra Secreta, drama jornalístico de Steven Spielberg, e o romance aquático de fantasia de Guillermo del Toro, A Forma da Água. O Globo tende a premiar esquisitice cinematográfica, privilegiado isso em relação a uma abordagem de “somente os fatos”. Pensando nisso, e no fato de que foi o filme com o maior número de indicações, A Forma da Água deve vencer.

Deveria vencer Apesar da ótima recepção, o romance de Me Chame Pelo Seu Nome não pareceu comover os votantes do GG. O filme e seu diretor, Luca Guadagnino, mereciam mais carinho.

InjustiçadosTrama Fantasma, de Paul Thomas Anderson, Mudbound: Lágrimas Sobre o Mississipi e Corra!, de Jordan Peele, que foi indicado como comédia, mesmo que seu tema não seja nenhum motivo para piada.

MELHOR FILME (MUSICAL OU COMÉDIA)

Artista do Desastre

Corra!

O Rei do Show

Eu, Tonya

Lady Bird: É Hora de Voar

Deve vencer A regra do Globo de Ouro diz claramente: “Dramas com tons de comédia devem concorrer como dramas”. A batalha aqui, porém, é entre os filmes que não são realmente uma comédia: Corra! (um filme de terror), Lady Bird: É Hora de Voar (um conto sobre amadurecimento) e Eu, Tonya (uma cinebiografia que é tão comédia quanto Os Bons Companheiros). Nenhum dos diretores desses longas foi indicado, então dificulta a previsão, mas nosso palpite fica com Lady Bird: É Hora de Voar, que saiu mais recentemente.

Deveria vencer Se você crê que premiações devem refletir o zeitgeist, então não tem como negar que Corra! pegou em todos os pontos fracos: política racial, performances impecáveis e aqueles sustos tradicionais do gênero.

InjustiçadosDoentes de Amor, a história autobiográfica de Kumail Najiani sobre amor e doença, tinha tudo para estar nesta categoria. Cadê?

MELHOR DIRETOR

Guillermo del Toro, A Forma da Água

Martin McDonagh, Três Anúncios Para um Crime

Christopher Nolan, Dunkirk

Ridley Scott, Todo o Dinheiro do Mundo

Steven Spielberg, The Post: A Guerra Secreta

Deve vencer Apesar da proeminência de The Post: A Guerra Secreta, a sugestão aqui é de que o internacionalismo será favorecido. Entre del Toro e Nolan, achamos que A Forma da Água deve ficar com o troféu.

Deveria vencer Ridley Scott fez um belo trabalho de livrar Todo o Dinheiro do Mundo da presença infeliz de Kevin Spacey. Mas mesmo assim, você não precise ser fã de Christopher Nolan para respeitar o escopo da visão dele para esse épico sobre a Segunda Guerra Mundial chamado Dunkirk.

Injustiçados Jordan Peele por Corra!, Greta Gerwig por Lady Bird: Hora de Voar, Luca Guadganino por Me Chame Pelo Seu Nome, Paul Thomas Anderson por Trama Fantasma, Dee Rees por Mudbound: Lágrimas Sobre o Mississipi – daria para fazer uma nova rodada de indicações só com os diretores que não apareceram na lista.

MELHOR ATOR DE FILME (DRAMA)

Timothée Chalamet, Me Chame Pelo Seu Nome

Daniel Day-Lewis, Trama Fantasma

Tom Hanks, The Post: A Guerra Secreta

Gary Oldman, O Destino de uma Nação

Denzel Washington, Roman J. Israel, Esq.

Deve vencer Em uma categoria bizarra, em que a maior parte dos candidatos aparece em filmes que não entraram em uma das dez vagas de Melhor Filme – achamos a que performance cheia de maquiagem prostética de Gary Oldman como o buldogue britânico Winston Churchill deve levar.

Deveria vencer Essa é uma daquelas situações em que a categoria de Melhor Ator traz O MELHOR ATOR: Daniel Day-Lewis.

Injustiçados Armie Hammer em Me Chame Pelo Seu Nome é a ausência mais gritante aqui – mas ele está na categoria de Melhor Ator Coadjuvante, porque o mundo não tem lógica alguma.

MELHOR ATOR DE FILME (MUSICAL OU COMÉDIA)

Steve Carell, A Guerra dos Sexos

Ansel Elgort, Em Ritmo de Fuga

James Franco, Artista do Desastre

Hugh Jackman, O Rei do Show

Daniel Kaluuya, Corra!

Deve vencer Por mais estranho que soe, James Franco tem tudo para ganhar pela performance do outsider esquisitão Tommy Wiseau em Artista do Desastre. Você está acabando com a gente!

Deveria vencer Daniel Kaluuya encarnou o horror crescente digno de um protagonista de filme de terror tão bem quanto qualquer outro ator em décadas.

Injustiçados Pode dizer que a gente enlouqueceu, mas talvez alguém que de fato tenha feito uma comédia poderia ter sido indicado?

MELHOR ATRIZ DE FILME (DRAMA)

Jessica Chastain, A Grande Jogada

Sally Hawkins, A Forma da Água

Frances McDormand, Três Anúncios Para um Crime

Meryl Streep, The Post: A Guerra Secreta

Michelle Williams, Todo o Dinheiro do Mundo

Deve vencer Em um duelo entre a embaixadora designada de A Forma da Água, Sally Hawkins, e a verdadeira e única peso-pesado de Três Anúncios Para um Crime, Frances McDormand, vamos com a tendência do GG de ficar com o peculiar e apostar em Sally.

Deveria vencer Todas as atrizes nessa categoria são artistas tremendamente habilidosas, então aqui a escolha é pessoal mesmo. E nós somos do time Michelle/Frances.

Injustiçados Em um mundo em que Deadpool foi indicado ao Globo de Ouro, seria tão errado dizer que a presença magnética de Daisy Ridley em Star Wars: Os Últimos Jedi merecia reconhecimento?

MELHOR ATRIZ DE FILME (MUSICAL OU COMÉDIA)

Judi Dench, Victoria & Abdul: O Confidente da Rainha

Helen Mirren, Ella & John

Margot Robbie, Eu, Tonya

Saoirse Ronan, Lady Bird: É Hora de Voar

Emma Stone, A Guerra dos Sexos

Deve vencer Saorise Ronan. Só isso mesmo.

Deveria vencer Saorise Ronan. Só isso mesmo (bom, vai, tem a Margot Robbie também).

Injustiçados Seria pedir demais que Regina Hall, estrela da (essa sim) comédia Viagem das Garotas, fosse indicada? E ei, se Corra! por algum motivo conta como comédia, dava para ter indicado a intérprete da Mulher-Maravilha Gal Gadot também!

MELHOR ATOR COADJUVANTE DE FILME

Willem Dafoe, Projeto Flórida

Armie Hammer, Me Chame Pelo Seu Nome

Richard Jenkins, A Forma da Água

Christopher Plummer, Todo o Dinheiro do Mundo

Sam Rockwell, Três Anúncios Para um Crime

Deve vencer Essa parece uma situação em que já dá para dizer “aqui está seu prêmio” para o tesouro da sétima arte Willem Dafoe.

Deveria vencer É um daqueles anos esquisitos em que você pode enxergar qualquer um dos outros quatro indicados vencendo. Pessoalmente, a gente ficaria com Hammer.

Injustiçados Se Corra! está tão bem assim na fita, o insuportável personagem de Bradley Whitford merecia reconhecimento. Jonathan Banks e Rob Morgan, que são veteranos da TV, fizeram trabalhos memoráveis em Mudbound: Lágrimas Sobre o Mississipi também.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE DE FILME

Mary J. Blige, Mudbound: Lágrimas Sobre o Mississipi

Hong Chau, Pequena Grande Vida

Allison Janney, Eu, Tonya

Laurie Metcalf, Lady Bird: É Hora de Voar

Octavia Spencer, A Forma da Água

Deve vencer Como se fosse para demonstrar com ainda mais afinco como são fluidos os limites de qualidade entre TV e cinema hoje em dia, as favoritas nessa categoria são a estrela de The West Wing, Allison Janney, e de Roseanne, Laurie Metcalfe. É difícil escolher, mas se tivéssemos mesmo que optar, ficaríamos com Allison.

Deveria vencer Talvez a gente tenha um carinho especial por cantoras arrasando no cinema, mas... Mary J. Blige!

Injustiçados Allison Williams em Corra! foi uma vilã tão perfeita quanto todo mundo desde Ruth Gordon em O Bebê de Rosemary.

MELHOR SÉRIE DE TV (DRAMA)

The Crown

Game of Thrones

The Handmaid's Tale

Stranger Things

This Is Us

Deve vencer Para parafrasear Bruce Wayne, os eleitores do Globo são uma turma covarde e supersticiosa. A expectative é que The Handmaid seja coroada desta vez.

Deveria vencer Como sempre, Game of Thrones foi a mais ambiciosa e que chegou mais longe.

Injustiçados Por onde começar? The Americans, Better Call Saul, Halt and Catch Fire e, o pior de tudo, The Leftovers são series ótimas e que nunca tiveram uma chance.

MELHOR SÉRIE DE TV (MUSICAL OU COMÉDIA)

Black-ish

The Marvelous Mrs. Maisel

Master of None

SMILF

Will & Grace

Deve vencer Olha só que coisa: a única série que se repetiu nesta categoria, em relação ao ano passado, foi Black-ish (embora precise ser levado em conta que tem várias estreantes aí). Não dá para prever, mas isso certamente parece apontar para um certo favoritismo.

Deveria vencer Vamos de Black-ish, que dentro desse grupo é a que tem a temática mais ambiciosa.

Injustiçados A temporada final de Girls, a queridinha dos críticos The Good Place, Better Things, Broad City, Crazy Ex-Girlfriend, Silicon Valley, Insecure, Veep... sério, mais fácil listar as series que não foram indicadas do que listar as que foram.

MELHOR SÉRIE LIMITADA OU FILME

Big Little Lies

Fargo

Feud: Bette and Joan

The Sinner

Top of the Lake: China Girl

Deve vencerBig Little Lies tem estrelas grandes o suficiente, isso sem falar em todos os elogios da crítica.

Deveria vencerFargo, sem a menor sombra de dúvida. É uma temporada televisiva que fala diretamente sobre o momento que estamos vivendo, mas sem nunca ficar dando lições a respeito.

Injustiçados Nunca na história de cerimônias de premiação de TV houve uma negligência tão imperdoável quanto a que houve em relação a Twin Peaks: The Return (e The Young Pope também).

MELHOR ATOR DE TV (DRAMA)

Jason Bateman, Ozark

Sterling K. Brown, This Is Us

Freddie Highmore, The Good Doctor

Bob Odenkirk, Better Call Saul

Liev Schreiber, Ray Donovan

Deve vencer Se você tem Freddie Highmore por The Good Doctor indicado nesta categoria você TEM QUE dar o prêmio a Freddie Highmore por The Good Doctor.

Deveria vencer Sterling K. Brown deveria ter levado por The People v. O.J. Simpson, ano passado, mas em vez disso os votantes resolveram basicamente sair distribuindo troféus para qualquer um que estivesse em The Night Manager. Bob Odenkirk é o melhor desse grupo, mas Brown certamente merece a essa altura.

Injustiçados Justin Theroux em The Leftovers, Lee Pace em Halt and Catch Fire, James Franco em The Deuce, Kit Harington em Game of Thrones – foi um ano e tanto para a televisão, a lista é interminável.

MELHOR ATOR DE TV (MUSICAL OU COMÉDIA)

Anthony Anderson, Black-ish

Aziz Ansari, Master of None

Kevin Bacon, I Love Dick

William H. Macy, Shameless

Eric McCormack, Will & Grace

Deve vencer Como o único representante da franquia Will & Grace, Eric McCormack é o favorito das apostas.

Deveria vencer Não teria Master of None sem Aziz Ansari e isso deveria ser o suficiente.

Injustiçados Ted Danson em The Good Place é o grisalho dos nossos corações.

MELHOR ATOR DE TV (SÉRIE LIMITADA OU FILME)

Robert De Niro, O Mago das Mentiras

Jude Law, The Young Pope

Kyle MacLachlan, Twin Peaks

Ewan McGregor, Fargo

Geoffrey Rush, Genius

Deve vencer Kyle MacLachlan não ficou aguentando os tormentos do Black Lodge por nada. A interpretação tripla dele no retorno triunfante de Twin Peaks faz com que ele mereça um lugar entre os deuses.

Deveria vencer MacLachlan leva, apesar de que somente a força de Twin Peaks seria suficiente para superar o poder inegável da interpretação de Jude Law em The Young Pope.

Injustiçados O Globo de Ouro ama The Crown. Então por que ele não ama Matt Smith como o Príncipe Philip?

MELHOR ATRIZ DE TV (DRAMA)

Caitriona Balfe, Outlander

Claire Foy, The Crown

Maggie Gyllenhaal, The Deuce

Katherine Langford, 13 Reasons Why

Elisabeth Moss, The Handmaid's Tale

Deve vencer A premiação ama venerar protestos sociopolíticos – sendo assim, Elisabeth Moss é uma escolha totalmente irresistível.

Deveria vencerThe Deuce só é o que é por causa de Maggie Gyllenhaal.

Injustiçados A ausência de Carrie Coon por The Leftovers é uma insanidade. Kerry Bishé e Mackenzie Davis fizeram umas coisas na temporada final de Halt and Cath Fire que são impossíveis de esquecer, enquanto Emilia Clarke como a Mãe dos Dragões em Game of Thrones é aquele tipo de coisa que constitui as lendas da cultura pop.

MELHOR ATRIZ DE TV (MUSICAL OU COMÉDIA)

Pamela Adlon, Better Things

Alison Brie, GLOW

Rachel Brosnahan, The Marvelous Mrs. Maisel

Issa Rae, Insecure

Frankie Shaw, SMILF

Deve vencer Entrando na categoria por último, a performance de Rachel Brosnahan desnudando a alma em The Marvelous Mrs. Maisel deve faturar.

Deveria vencer Levando em conta o fator “assistibilidade”, nosso voto vai para Issa Rae.

Injustiçados Apesar de ser o bode expiatório da internet, Lena Dunham como a protagonista de Girls foi um papel impecável.

MELHOR ATRIZ DE TV (SÉRIE LIMITADA OU FILME)

Jessica Biel, The Sinner

Nicole Kidman, Big Little Lies

Jessica Lange, Feud: Bette and Joan

Susan Sarandon, Feud: Bette and Joan

Reese Witherspoon, Big Little Lies

Deve vencer Nicole Kidman, superestrela.

Deveria vencer Nicole Kidman, superestrela.

Injustiçados Carrie Coon e Mary Elizabeth Winstead em Fargo, Diane Keaton em The Young Pope, Laura Dern em Twin Peaks – para falar a verdade, estamos com vergonha alheia de ter que soletrar isso tudo para eles.

MELHOR ATOR COADJUVANTE DE TV

David Harbour, Stranger Things

Alfred Molina, Feud: Bette and Joan

Christian Slater, Mr. Robot

Alexander Skarsgard, Big Little Lies

David Thewlis, Fargo

Deve vencer O apelo internacional deve favorecer a favor do deus escandinavo Skarsgard.

Deveria vencer David Thewlis chegou a pico de sua longa carreira em Fargo, interpretando um vilão dos nossos tempos.

Injustiçados Onde está o reverendo Matt de Christopher Eccleston em The Leftovers? Ou o Big Ed Hurley de Everett McGill em Twin Peaks? Ou o Monsenhor Gutierrez de Javier Camara em The Young Pope?

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE DE TV

Laura Dern, Big Little Lies

Ann Dowd, The Handmaid's Tale

Chrissy Metz, This Is Us

Michelle Pfeiffer, The Wizard of Lies

Shailene Woodley, Big Little Lies

Deve vencer Esse vai para Laura como recompense por um ano intense em que ela também esteve no Black Lodge e em uma galáxia muito distante.

Deveria vencer Laura. Ela merece ganhar ALGUMA COISA.

Injustiçados Alexis Bledel fez um trabalho espetacular em The Handmaid's Tale – assim como Sherilyn Fenn, Sheryl Lee e Grace Zabriskie em Twin Peaks. E nenhuma das atrizes mais relevantes de Game of Thrones entraram na lista, apesar de terem carregado a última temporada nas costas. Mal podemos esperar pelo inverno.