Gojira e Hatebreed homenageiam Sepultura nas primeiras horas de Monsters of Rock 2013

Festival começou com sol forte e participação especial de Andreas Kisser

Lucas Reginato Publicado em 19/10/2013, às 17h40 - Atualizado em 20/10/2013, às 22h25

O vocalista Joe Duplantier, do Gojira, comemorou aniversário no palco e não escondeu a felicidade em estar pela primeira vez no Brasil.

Ver Galeria
(2 imagens)

O sol estava forte nas primeiras horas do Monsters of Rock 2013. O festival, que ficou por 15 anos fora do calendário de São Paulo, voltou neste ano com atrações de peso. Grandes bandas do cenário mundial foram escaladas para os dois dias de shows, mas foi o brasileiro Sepultura o principal homenageado nas primeiras horas do sábado, 19.

Galeria: Cinco hits do festival Monsters of Rock.

Os franceses do Gojira entraram em cena às 14h20, cinco minutos antes do que o previsto. O vocalista Joe Duplantier (foto), aniversariante do dia, não escondeu a felicidade em estar pela primeira vez no Brasil. O público, que ainda não era tão numeroso, acompanhou atento aos riffs certeiros do grupo que sem pressa percorreu o setlist de forma bem-sucedida. Apesar de um breve problema de som no início, a performance cadenciada construiu climas sombrios diante da multidão de preto castigada pelo sol.

A banda abriu o show com “Explosia” e cantou músicas de diversas fases da carreira como a bela “Flying Whales” e a agressiva “Backbone”. O Gojira aproveitou a passagem pelo Brasil para homenagear o Sepultura, “uma grande influência”, como atestou Duplantier. Aos brasileiros, ele dedicou “The Heaviest Matter of the Universe”, já na parte final da apresentação, que teve ápice com a épica “L’Enfant Sauvage”.

Coincidência ou não, a atração seguinte também engrandeceu o Sepultura. O Hatebreed inclusive chamou ao palco o extremamente aplaudido Andreas Kisser. “A lenda”, disse o vocalista Jamey Jasta, que lembrou terem sido os brasileiros os responsáveis pela primeira grande oportunidade da banda, convidada para abrir shows deles em uma turnê há 15 anos. Juntos, tocaram o clássico “Refuse/Resist”.

Saiba como foi o primeiro dia do Monsters of Rock.

Kisser não foi único convidado em cena. Mike D, baixista do Killswitch Engage, juntou-se aos colegas durante toda a apresentação, que teve recepção mais acalorada por parte do público, talvez pela similaridade sonora com os headliners do dia. A banda, que ostenta as origens da costa oeste norte-americana, foi responsável por momentos memoráveis com canções curtas e diretas como “This is Now”, “I Will Be Heard” e “Destroy Everything”, que encerrou a celebrada performance.

Leia nos links abaixo a cobertura completa do Monsters of Rock 2013.