Governo Bolsonaro prepara telejornal só de ‘boas notícias’

Em meio à pandemia e 500 mil mortos pela Covid-19, telejornal chamado “Bom de Ver” será transmitido no canal público TV Brasil para combater “narrativas erradas”

Redação Publicado em 18/06/2021, às 12h20

None
Jair Bolsonaro (Foto: Andressa Anholete / Getty Images)

O Ministério da Comunicação do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) prepara o lançamento de um jornal exclusivo de “boas notícias” chamado Bom de Ver. Mesmo em meio a uma pandemia e 500 mil mortos por Covid-19, o programa quer transmitir “fatos leves” e combater “narrativas erradas”.

Segundo o Estadão, o ministro das Comunicações Fábio Faria estaria negociando a atração com Sirlei Batista, diretora de jornalismo da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) responsável pelo canal público TV Brasil, o qual transmitirá o telejornal. 

+++LEIA MAIS: Bolsonaro afirma que contaminação por Covid-19 é mais eficaz que vacina

Gravações do piloto do Bom de Ver já foram realizadas, e os âncoras escalados para o telejornal são Katiuscia Neri e Tiago Bittencourt. Conforme noticiado pelo Estadão, o programa não noticiará nada relacionado às mortes pela Covid-19, inflação, desemprego ou aumento da pobreza.

Na terça, 15, cerimônia com donos de emissoras, Faria defendeu o uso da TV pública para combater “narrativas erradas”: “Tenho certeza que todos vocês, a partir de agora, vão conseguir atingir mais a voz que é necessária chegar nos lugares onde até hoje chegam informações equivocadas e narrativas erradas. Que a verdade possa chegar onde o povo quer ouvir,” explicou.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro volta a atacar vacina Coronavac: ‘Não tem comprovação científica’

Faria continuou: “A gente, infelizmente, muitas vezes, é obrigado a ficar combatendo fake news, perdendo tempo, deixando de trabalhar, deixando de fazer os nossos deveres aqui para desmistificar as notícias enganosas. Vamos levar a verdadeira comunicação para o restante do País”.

Conforme noticiado pelo Estadão, uma das práticas do atual governo é, justamente, a divulgação de notícias falsas. Inclusive, diversas redes sociais tiraram publicações do presidente do ar por propagarem informações falsas ou sem comprovações. Por isso, um dos projetos de Bolsonaro é a criação de um decreto para barrar a atuação das redes sociais no país. 

+++LEIA MAIS: Bolsonaro foi alertado sobre irregularidade na compra de vacina indiana, diz deputado


+++ URIAS | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL