Governo de São Paulo anuncia data de início dos testes de vacina contra o coronavírus

A vacina CoronaVac está na terceira etapa de testes

Redação Publicado em 06/07/2020, às 15h53

None
Coronavírus (Foto: CC0/TMaxImumge)

João Dória, governador de São Paulo, anunciou nesta segunda, 6, que os testes da vacina para o coronavírus, CoronaVac, que foi desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac, serão iniciados no dia 20 de julho.

+++LEIA MAIS: Como os cinemas vão sobreviver ao isolamento social e à crise do novo coronavírus?

As inscrições dos voluntários para os testes da vacina, que precisam ser obrigatoriamente profissionais da saúde, como aponta o Viva Bem, UOL, vão abrir a partir da próxima segunda, 13. 

"É um passo importante na vida do país e na vida e saúde de milhões de brasileiros. Torcemos também para que a vacina de Oxford produza resultado e possa ser produzida para termos duas vacinas em condição de imunização de milhões de brasileiros", afirmou João Dória (PSDB) em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, via Viva Bem, UOL

+++LEIA MAIS: Veja o primeiro festival pensado para um mundo pós-pandemia do coronavírus

Para participar, os profissionais da saúde que já trabalham com os pacientes que foram diagnosticados com covid-19, devem se atentar às normas abaixo: 

  • Não ter infecção prévia por SARS-CoV-2; 
  • Não participar de outros estudos; 
  • Não estar grávida ou planejar engravidar nos primeiros três meses de estudo;
  • Não ter doenças instáveis, que afetem a resposta imune ou que precisem de medicações que alterem a resposta imune; 
  • Não ter outras alterações que impeçam o cumprimento dos procedimentos de estudo (alterações mentais, distúrbios de coagulação, etc)

O Instituto Butantan vai divulgar até esta sexta, 10, mais informações para os profissionais da saúde e um aplicativo para smartphone que já identifica se o candidato consegue se voluntariar ao processo de teste. 

+++LEIA MAIS: Como o isolamento social afeta a criatividade dos artistas no Brasil?

O estudo, que foi intitulado Profiscov, juntamente com os testes, foram autorizados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) na última sexta, 3 de julho. 

Coronavac, como é chamada a vacina, está na terceira etapa de testes, fase em que já pode ser testada em um número maior de pessoas. Esse momento do estudo deve envolver 9 mil voluntários pelos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná, além do Distrito Federal. 

+++LEIA MAIS: Filme sobre o coronavírus não poderá ser produzido… por causa do coronavírus

Já é a segunda vacina a ser autorizada pela Anvisa para testes no Brasil. Anteriormente, em junho, a mesma liberou "os ensaios clínicos de uma vacina" desenvolvida na Universidade de Oxford, na Inglaterra, como pontua o Viva Bem, UOL


+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO