Grammy 2016: Taylor Swift ganha Álbum do Ano e cutuca Kanye West em discurso motivacional

Kendrick Lamar citando os ídolos Ice Cube e Nas e Meghan Trainor se perdendo em lágrimas foram algumas das falas de destaque durante a premiação

Redação Publicado em 16/02/2016, às 03h35 - Atualizado às 13h33

Taylor Swift fez um dos discursos mais comentados da noite. Ela cutucou Kanye West criticando pessoas que "tomam crédito pelo seu sucesso e fama"

Ver Galeria
(5 imagens)

Taylor Swift não teve a performance mais chamativa e não foi quem mais ganhou prêmios no Grammy 2016. A cantora, entretanto, faturou um dos gramofones mais cobiçados – Álbum do Ano, com 1989 – e, na hora dos agradecimentos, não só cutucou o rapper Kanye West como fez um discurso motivacional dedicado ao público feminino.

Grammy 2016: veja a lista de vencedores nas principais categorias.

“Quero agradecer aos meus fãs e à academia por essa honra”, disse ela, iniciando a fala no Staples Center, em Los Angeles (Califórnia, Estados Unidos), quando a cerimônia de premiação já avançava a madrugada desta terça, 16 (horário de Brasília). “Como primeira mulher a vencer [na categoria] Álbum do Ano do Grammy duas vezes, quero falar para todas as mulheres por aí.”

Ela então começou a cutucar indiretamente o verso em que Kanye West (na música “Famous”, presente no recém-lançado disco The Life of Pablo) canta: “I feel like me and Taylor might still have sex/ I made that bitch famous” (“Sinto que Taylor e eu talvez ainda façamos sexo/ Tornei aquela ‘vadia’ famosa”). “Existirão pessoas no seu caminho que vão tentar barrar o seu sucesso, ou tomar crédito pelas suas conquistas, ou sua fama”, disse ela.

Grammy 2016: Kendrick Lamar e Alabama Shakes se destacam dentre os vencedores.

“Mas se você simplesmente focar no trabalho e não deixar essas pessoas te atrapalharem, um dia, quando você vir onde está chegando, você vai olhar ao seu redor e saber que tudo foi feito por você e pelas pessoas que você ama”, acrescentou Taylor, com mais ênfase nas palavras. “E esta é a melhor sensação do mundo.”

Veja abaixo.

Com exceção de Taylor Swift, poucos artistas tiveram a oportunidade de discursar ou fazer os típicos longos agradecimentos ao receber os prêmios no Grammy 2016. Isto aconteceu porque a maior parte dos gramofones foi entregue antes da premiação principal – na pré-cerimônia –, que teve foco muito maior nas pomposas (e às vezes longas) performances e homenagens.

Grammy 2016: Gilberto Gil perdeu na categoria Melhor Álbum de World Music.

Artista com mais indicações (11) na premiação deste ano, Kendrick Lamar levou cinco gramofones para casa. No único que recebeu na cerimônia, de Melhor Álbum de Rap, Lamar honrou as raízes. “Primeiro, glória a deus, é claro”, disse ele, lembrando-se dos pais – “Aqueles que me deram responsabilidade para entender e diferenciar o bem do mal” – e das grandes influências musicais – Ice Cube e Nas, citando o clássico disco Illmatic (1994).

Chris Stapleton, que ganhou o Melhor Disco Country, Traveller, agradeceu comicamente a Taylor Swift e passou a enumerar família, companheiros de banda e gravadora como responsáveis pelo sucesso. Ed Sheeran, que teve “Thinking Out Loud” indicada a Música do Ano, dedicou: “Para meus pais, que têm voado para cá todos os anos para me ver perder e sempre diziam: ‘Talvez no ano que vem’.”

Veja os melhores álbuns e músicas nacionais e internacionais de 2015.

Entre os discursos mais emocionados estiveram os de Meghan Trainor – Artista Revelação – e Alabama Shakes – Melhor Música de Rock, além de Melhor Performance de Rock e Melhor Álbum Alternativo. A cantora pop se aproximou do microfone aos prantos e não conseguiu segurar o choro para agradecer gravadora, companheiros de profissão e “mamãe e papai”. “Vou chorar, eu te amo Grammy”, concluiu.

Já o grupo do álbum Sound & Color – atração do Lollapalooza Brasil 2016 – foi representado pela vocalista, Brittany Howard, que manteve a humildade e admitiu: “Quando começamos, estávamos no colegial. Fazíamos [música] por diversão, não para ganhar prêmios ou [ter] reconhecimento”. “Muito obrigado”, acrescentou ela. “Prometo que vamos continuar crescendo.”

Grammy: você não vai acreditar, mas essas 12 pessoas têm um gramofone em casa.

O derradeiro discurso, para o último prêmio entregue na noite, foi curto e direto. Mark Ronson, que ganhou a Gravação do Ano por “Uptown Funk”, ao lado de Bruno Mars, disse que queria “agradecer a esses caras por serem os melhores músicos e produtores”. Com mais honestidade, Ronson homenageou a lenda George Clinton, que, segundo ele, “fez mais pela palavra funk do que nós em todas as nossas vidas.”

Veja abaixo os indicados nas principais categorias do Grammy 2016 e, em negrito, os vencedores.

Gravação do Ano

“Really Love” - D’Angelo And The Vanguard

“Uptown Funk” - Mark Ronson Featuring Bruno Mars

“Thinking Out Loud” - Ed Sheeran

“Blank Space” - Taylor Swift

“Can't Feel My Face" - The Weeknd

Álbum do Ano

Sound & Color - Alabama Shakes

To Pimp A Butterfly - Kendrick Lamar

Traveller - Chris Stapleton

1989 - Taylor Swift

Beauty Behind The Madness - The Weeknd

Melhor Álbum de Teatro Musical

Hamilton

An American In Paris

Fun Home

The King And I

Something Rotten!

Música do Ano

“Alright” - Kendrick Lamar

“Blank Space” - Taylor Swift

“Girl Crush” - Little Big Town

“See You Again” - Wiz Khalifa e Charlie Puth

“Thinking Out Loud” – Ed Sheeran

Melhor Álbum de Country

Montevallo - Sam Hunt

Pain Killer - Little Big Town

The Blade - Ashley Monroe

Pageant Material - Kacey Musgraves

Traveller - Chris Stapleton

Artista Revelação

Courtney Barnett

James Bay

Sam Hunt

Tori Kelly

Meghan Trainor

Melhor Álbum de Rap

2014 Forest Hills Drive - J. Cole

Compton - Dr. Dre

If Youre Reading This Its Too Late - Drake

To Pimp A Butterfly - Kendrick Lamar

The Pinkprint - Nicki Minaj

Melhor Videoclipe

“LSD” - ASAP Rocky

“I Feel Love (Every Million Miles)” - The Dead Weather

“Alright” - Kendrick Lamar

“Bad Blood” - Taylor Swift Featuring Kendrick Lamar

“Freedom” - Pharrell Williams

Melhor Álbum de Jazz Latino

Made in Brazil - Eliane Elias

Impromptu - The Rodriguez Brothers

Suite Caminos - Gonzalo Rubalcaba

Intercambio - Wayne Wallace Latin Jazz Quintet

Identities Are Changeable - Miguel Zenón

Melhor Álbum de World Music

Gilberto Samba ao Vivo - Gilberto Gil

Sings - Angelique Kidjo

Music From Inala - Ladysmith Black Mambazo com Ella Spira & The Inala Ensemble

Home - Anoushka Shankar

I Have No Everything Here - Zomba Prison Project

Melhor Álbum Alternativo

Sound & Color - Alabama Shakes

Vulnicura - Björk

The Waterfall - My Morning Jacket

Currents - Tame Impala

Star Wars - Wilco

Melhor Performance de Rap

“Apparently” - J. Cole

“Back To Back” - Drake

“Trap Queen” - Fetty Wap

“Alright” - Kendrick Lamar

“Truffle Butter” - Nicki Minaj Featuring Drake & Lil Wayne

“All Day” - Kanye West Featuring Theophilus London, Allan Kingdom & Paul McCartney

Melhor Álbum de Reggae

Branches Of The Same Tree - Rocky Dawuni

The Cure - Jah Cure

Acousticalevy - Barrington Levy

Zion Awake - Luciano

Strictly Roots - Morgan Heritage

Melhor Música de Rock

“Don't Wanna Fight” - Alabama Shakes

“Ex's & Oh’s” - Elle King

“Hold Back The River” - James Bay

“Lydia” - Highly Suspect

“What Kind Of Man” - Florence + The Machine

Melhor Performance de Rock

"Don't Wanna Fight" - Alabama Shakes

"What Kind Of Man" - Florence & The Machine

"Something From Nothing" - Foo Fighters

"Ex's & Oh's" - Elle King

"Moaning Lisa Smile" - Wolf Alice

Melhor Álbum de Rock

Chaos And The Calm - James Bay

Kintsugi - Death Cab For Cutie

Mister Asylum - Highly Suspect

Drones - Muse

.5: The Gray Chapter - Slipknot

Melhor Álbum Urbano Contemporâneo

Ego Death - The Internet

You Should Be Here - Kehlani

Blood - Lianne La Havas

Wildheart - Miguel

Beauty Behind The Madness - The Weeknd

Melhor Álbum Vocal Pop

Piece By Piece - Kelly Clarkson

How Big, How Blue, How Beautiful - Florence + The Machine

Uptown Special - Mark Ronson

1989 - Taylor Swift

Before This World - James Taylor

Melhor Álbum de Pop Vocal Tradicional

The Silver Lining: The Songs Of Jerome Kern - Tony Bennett & Bill Charlap

Shadows In The Night - Bob Dylan

Stages - Josh Groban

No One Ever Tells You - Seth MacFarlane

My Dream Duets - Barry Manilow (& Various Artists)

Melhor Dupla Pop/Performance em Grupo

“Ship To Wreck” - Florence + The Machine

“Sugar” - Maroon 5

“Uptown Funk” - Mark Ronson Featuring Bruno Mars

“Bad Blood” - Taylor Swift e Kendrick Lamar

“See You Again” - Wiz Khalifa e Charlie Puth

Melhor Apresentação Solo Pop

“Heartbeat Song” - Kelly Clarkson

“Love Me Like You Do” - Ellie Goulding

“Thinking Out Loud” - Ed Sheeran

“Blank Space” - Taylor Swift

“Can't Feel My Face” - The Weeknd