Grammy 2020: Billie Eilish é a artista mais nova a vencer as 4 principais categorias da premiação

Com apenas 18 anos e um disco sobre depressão, a cantora pop - que reinventou o gênero nos últimos 12 meses - foi a grande vencedora da cerimônia

Nicolle Cabral Publicado em 27/01/2020, às 01h57

None
Billie Eilish (Foto: Matt Sayles / AP)

Há 10 anos, Billie Eilish e Lil Nas X eram apenas crianças, a Ariana Grande ainda brilhava como uma adolescente em programas de TV norte-americanos e Lizzo gravava um cover impressionante de Someone Like You, da Adele.

Agora, todos eles lideram os próprios caminhos em uma indústria fonográfica massiva (em que todos nós corremos para tentar acompanhar) e dão um belo vislumbre do que podemos esperar para a próxima década. 

+++ LEIA MAIS: Veja a lista completa de vencedores do Grammy 2020

Neste domingo, 27, por exemplo, a 62º edição do Grammy Awards foi tomada por essas mentes criativas que têm feito questão de não passarem despercebidas por nós.

Uma delas é a Billie Eilish, que aos 18 anos, levou para casa os quatro mais importantes gramafones da premiação: Álbum do Ano, Gravação do Ano, Música do Ano com "Bad Guy", contribuições entre ela e o irmão e produtor, Finneas (que levou o prêmio de Produtor do Ano com o debute When We All Fall Asleep, Where Do We Go?) e Artista Revelação. Com os prêmios, Eillish é a artista mais nova a vencer nas principais categorias desde 1981. 

Enquanto Lil Nas X, que recebeu seis indicações (e venceu duas), foi responsável pela criação do hit mais improvável de 2019 com o cross-country hip-hop "Old Town Road", além de se provar como um fenômenos mais interessantes dos últimos anos para a indústria.

+++ LEIA MAIS: A incrível ascensão de Lil Nas X: Do hit que custou US$ 50 ao Grammy 2020

Na cerimônia, o rapper também contribuiu para uma das apresentações mais lendárias da história ao unir o rap, o country, o trap e o k-pop ao lado de BTS, Mason Ramsey, Diplo, Billy Ray Cyrus e Nas

+++ LEIA MAIS: Um dos maiores nomes do pop, Lizzo vem ao Brasil - mas não será para turnê

Lizzo, um dos nomes mais prolíferos do pop atual, foi líder de indicações ao Grammy 2020 (com oito), mas levou apenas três gramafones que incluíram Melhor Álbum UrbanoContemporâneo, Melhor Performance Tradicional de R&B e Melhor Performance Solo.

A premiação provou que a inquietação artística de cada um desses novos rostos vão reestruturar a forma de fazer música (e como vamos ouvi-lá).