Grammy 2021: 4 músicas para conhecer a carreira de Noah Cyrus, irmã de Miley [LISTA]

Aos 21 anos, a cantora concorre na categoria de Artista Revelação

Julia Harumi Morita | @the_harumi Publicado em 29/01/2021, às 11h29

None
Noah Cyrus no Bowery Ballroom (Foto: Getty Images /Noam Galai)

Aos 21 anos, Noah Cyrus concorre ao prêmio de Artista Revelação do Grammy 2021 ao lado de Doja Cat, Megan Thee Stallion, Phoebe Bridgers, Chika, Ingrid Andress, Kaytranada e D Smoke.

Apesar de ser a concorrente mais jovem da categoria, Noah é a indicada com a carreira mais longa no showbusiness. Filha do cantor Billy Ray Cyrus, a artista começou a atuar com apenas dois anos de idade e, ao longo dos anos, fez participações em filmes e séries. 

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: 6 músicas para entender a trajetória de Haim, banda indicada a Melhor Álbum

Em 2016, a artista decidiu investir na música e lançou o primeiro de muitos singles da carreira. Como irmã de Miley Cyrus, Noah precisou lidar com comparações e com as altas expectativas logo nos primeiros lançamentos.

Mas a cantora não desistiu da carreira e nos últimos quatro anos trabalhou para consolidar a própria imagem artística por meio de singles e EPs. Pensando nisso, a Rolling Stone Brasil separou quatro músicas para conhecer a carreira de Noah Cyrus. Confira:

“Make Me (Cry)”

Make Me (Cry)” é o single de estreia de Noah. Produzida e gravada em parceria com Labrinth, a canção apresenta de forma certeira elementos que iriam se tornar característicos da personalidade sonora da artista: um pop emotivo com letras confessionais.


“Mad at You” 

Mad at You” é a segunda faixa do EP de estreia de Noah, Good Cry, o qual foi lançado em 2018. Escrita em colaboração com Sarah Aarons, a canção mostra a aproximação da cantora com o soul. Ao lado de Gallant, a artista canta: “Vai ser difícil como o inferno /E, querido, você me conhece bem /Não importa o que você faça /Eu nunca posso ficar brava com você.”


“Young & Sad” 

Noah lançou ótimos singles nos últimos anos, mas as canções do The End of Everything se destacam na discografia da cantora ao retratarem com muita sensibilidade as experiências pessoais da artista, como a batalha contra a depressão e a ansiedade. 

Em “Young & Sad”, Noah fala sobre a experiência de crescer ao lado de Mileye canta: “Minha irmã é como um raio de sol /Sempre trazendo luz boa /Onde quer que ela vá /E eu nasci para as nuvens cinzas /Quando elas sopraram fogo/ Abençoadas em nossas sombras.”


“I Got So High That I Saw Jesus”

I Got So High That I Saw Jesus” é uma das canções do EP que traz a influências country de Noah. Em entrevista à Rolling Stone EUA, a artista explicou que a letra “um tanto quanto polêmica” sobre drogas e Jesus “não é sobre ou para uma religião ou sistema de crenças” e fala sobre a compreensão de que “tudo tem seu propósito.”

Mais tarde, a faixa ganhou uma versão ao vivo com Miley. Confira:  

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ OS PIORES FILMES DE 2020 | ROLLING STONE BRASIL