Grammy 2021: Conheça os indicados da categoria Melhor Álbum de Música Alternativa

Na 63ª edição da premiação, a categoria conta com fortes concorrentes, entre veteranos e novatos

Julia Harumi Morita | @the_harumi Publicado em 10/03/2021, às 14h27

None
Capa do disco Fetch The Bolt Cutters (Foto: Reprodução/Instagram) e Punisher (Foto: Reprodução /Twitter)

A 63ª edição do Grammy Awards, a qual será realizada no próximo domingo, 14 de março de 2021, conta com concorrentes fortíssimos na categoria Melhor Álbum de Música Alternativa. 

Este ano, o prêmio é disputado entre os veteranos da premiação Fiona Apple, Beck e Brittany Howard, que acumulam vitórias ao longo da carreira; a nova sensação da cena indie Phoebe Bridgers e o ícone da música psicodélica Tame Impala.

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: Conheça os indicados da categoria Melhor Álbum de Rock [LISTA]

Para entrar no clima da premiação, a Rolling Stone Brasil preparou uma lista para você conhecer cada um dos indicados da categoria. Confira:

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

Fetch The Bolt Cutters - Fiona Apple 

Fetch The Bolt Cutters, de Fiona Apple, é um concorrente fortíssimo da categoria. A artista, que conta com 11 indicações e uma vitória na premiação, marcou presença nas principais listas de melhores discos de 2020 e arrancou elogios da crítica especializada.

O primeiro disco de Apple em quase oito anos recebeu nota 10 na Pitchfork, que afirmou que "nenhuma música jamais soou como essa", e bateu recorde ao receber a nota mais alta da história do site Metacritic.

Rompendo as estruturas familiares de composição, Apple não se deixa calar e canta sobre o amor, traumas, a relação entre mulheres e eventos políticos. Entre as 13 faixas do disco, "Ladies", "For Her", "Shameika" são músicas que você não pode deixar de ouvir - principalmente a última, que concorre nas categorias Melhor Performance de Rock e Melhor Música de Rock.


Hyperspace - Beck 

Beck é outro veterano da categoria. O artista norte-americano acumula 22 indicações e 9 vitórias no Grammy Awards, e, neste ano, concorre com o 14º disco da carreira, Hyperspace

Lançado em novembro de 2019, o disco explora uma atmosfera oitentista cheia de sintetizadores em tom fantasioso - uma mistura de vaporwave, synth-pop e batidas de trap, segundo a Pitchfork

Em 2020, Beck lançou a versão visual do álbum em parceria com o Jet Propulsion Laboratory, da NASA, o qual conta com imagens de missões da agência norte-americana. "Stratosphere", "Saw Lightning" e "Hyperspace" são algumas das músicas que se destacam no disco, formado por 11 faixas no total.


Punisher - Phoebe Bridgers 

Phoebe Bridgers conquistou elogios da mídia especializada com o segundo disco da carreira, Punisher, que foi coproduzido pela própria artista e lançado no dia 18 de junho pela gravadora Dead Oceans.

O Grammy 2021 marca a estreia da cantora, que também concorre nas categorias Artista Revelação, Melhor Performance de Rock e Melhor Música de Rock. 

Em Punisher, Bridgers explora um folk soturno por meio de violinos, sintetizadores e graves densos, além, claro, do característico canto melancólico dela. "Kyoto", "Savior Complex" e "I Know The End" são faixas imperdíveis do disco e contam com clipes incríveis.


Jaime - Brittany Howard

Conhecida pela trajetória na banda Alabama Shakes, Brittany Howard é a concorrente da categoria com mais indicações no Grammy 2021. Além do prêmio de Melhor Álbum de Música Alternativa, ela também concorre em Melhor Performance de Rock, Melhor Música de Rock, Melhor Performance de R&B e Melhor Performance de Raízes Americanas.

Jaime foi nomeado em homenagem à irmã de Howard, que morreu com 13 anos após ser diagnosticada com câncer. Em entrevista à NME, a artista revelou que a irmã foi responsável por introduzi-la ao mundo da música. 

"He Loves Me", "History Repeats" e "Goat Head" são músicas desse disco emotivo e político que você não pode deixar de ouvir!


The Slow Rush - Tame Impala

Ícone da música psicodélica, Kevin Parker conquistou a terceira indicação do Tame Impala no Grammy Awards com o disco The Slow Rush, lançado em fevereiro de 2020, e, claro, aclamado pela crítica. 

Ao longo de 12 faixas, compostas e gravadas por Parker, o disco explora uma mistura de gêneros e elementos, que resulta em um pop incrivelmente puro e sincero, de acordo com o The Guardian

"Borderline", "Is It True" e “One More Hour" não podem ficar de fora da sua playlist do Grammy 2021!


+++ HAIKAISS: 'O TRAP TAMBÉM PASSA UMA MENSAGEM CONSCIENTE' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL