Grammy 2021: Conheça Thundercat, indicado a Melhor Álbum de R&B Progressivo

Linhas de baixo complexas, referências a anime, humor e muito groove: bem-vindos ao universo de Stephen Lee Bruner

Igor Brunaldi (@igg.zz) Publicado em 01/02/2021, às 15h49

None
Thundercat no clipe de "Dragonball Durag" (Foto: Reprodução)

Após o adiamento da data inicial, a cerimônia da edição de 2021 do Grammy deve acontecer na noite do dia 14 de março.

E com o objetivo de nos prepararmos para o evento, que tal dar uma olhada em uns dos indicados a Melhor Álbum de R&B Progressivo, categoria que não recebe tanta atenção quanto deveria, mas que sempre apresenta artistas muito talentosos e dignos de louvor.

+++LEIA MAIS: Grammy 2021 - 6 músicas para conhecer e amar Phoebe Bridgers

A lista de indicados deste ano traz a cantora Jhené Aiko com o disco ChilomboChloe X Halle com Ungodly Hour; Free Nationals com o álbum homônimo, Robert Glasper com Fuck Your Feelings e, por último, o motivo pelo qual vos escrevo: Thundercat, com It Is What It Is.

Mas afinal, quem é esse cara que toca, canta, escreve, produz e assina com esse nome basicamente igual ao daquele desenho animado clássico dos anos 1980?

Stephen Lee Bruner nasceu em 19 de outubro de 1984, em Los Angeles. Nascido e criado em uma família de músicos, desde cedo demonstrou habilidade e paixão pelo instrumento baixo, detalhe que, certamente, explica o fato de hoje, aos 36, ele ser considerado um dos maiores baixistas da atualidade.

+++LEIA MAIS: Grammy 2021 - 6 músicas para entender a trajetória de Haim, banda indicada a Melhor Álbum

Mas antes de ser reconhecido no mundo do hip-hop, jazz e R&B, Stephen fez parte de uma das bandas mais icônicas de crossover thrash: o Suicidal Tendencies.

Ele foi baixista do grupo de 2002 a 2011, e a partir desse ponto, iniciou uma sequência de trabalhos elogiados, como por exemplo a participação no disco histórico New Amerykah, da cantora Erykah Badu, e no clássico moderno Cosmogramma, do DJ e produtor Flying Lotus.

Apesar de não ser um artista com destaque no meio mainstream, o talento de Thundercat já foi evidenciado pelo Grammy. Em 2016, ele ganhou o prêmio de Melhor Performance de Rap/ Canto pela colaboração na faixa "These Walls", presente no aclamado To Pimp a Butterfly, do rapper Kendrick Lamar.

Mas chega de ficar falando: vamos caminhar por essa discografia bem-humorada, musicalmente majestosa e repleta de referências a animes, para celebrar essa jornada artística criativa que o levou a It Is What It Is, disco indicado ao Grammy 2021.

Com uma voz suave, letras que variam entre o melancólico e o humor poético descompromissado, linhas de baixo que vão te fazer achar que ele tem mais de 10 dedos em cada mão, clipes divertidos e muito groove, veja abaixo duas indicações de música para cada disco do Thundercat.


The Golden Age of Apocalypse (2011)

Indicações de música:

 


Apocalypse (2013)

Indicação de música:

 


 EP The Beyond / Where the Giants Roam (2015)

Indicações de música:

 


Drunk (2017)

Indicações de música:

 


It Is What It Is (2020)

Indicações de música:

 


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ PAI EM DOBRO | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL