50 anos de Please Please Me: gravações piratas dão pistas sobre o clima da gravação do primeiro disco dos Beatles

Versões alternativas de músicas que acabaram em Please Please Me estão na internet

Paulo Terron Publicado em 22/03/2013, às 09h51 - Atualizado às 12h39

Beatles
AP

Sendo artistas tão controladores do próprio espólio, é curioso como os Beatles parecem não se importar com a quantidade de material inédito da banda disponível gratuitamente na internet – inclusive no maior site de compartilhamento de vídeos do mundo, o YouTube. Isso permite aos fãs – ou curiosos – uma visão interessante sobre o nascimento de Please Please Me (1963), que completa 50 anos nesta sexta-feira, 22.

Please Please Me: faixa-a-faixa.

Estão lá os oito takes iniciais de “I Saw Her Standing There”, música inicialmente chamada “Seventeen”. As gravações começaram na manhã do dia 11 de fevereiro de 1963, com nove tentativas de registro da faixa (além de 10 takes de “There’s a Place”).

Como a canção já fazia parte do repertório da banda, não há muita mudança entre as versões, fora pequenos detalhes vocais (já que os Beatles estavam registrando tudo ao vivo em estúdio), em especial os erros no backing vocal de John Lennon. A versão final é uma composição entre os takes 9 e 12.

No mesmo dia, no período da tarde, o quarteto gravou 11 takes de “Misery”, sendo que os seis primeiros estão no YouTube. Apesar de também começar bem, a faixa ainda demonstra uma grande insegurança por parte dos músicos – tanto nos vocais hesitantes quanto no instrumental falho. Tanto que a segunda tentativa é logo interrompida, assim como a terceira. O quarto take é interrompido quando Paul McCartney erra a letra (a faixa foi originalmente composta para que Helen Shapiro a gravasse em dueto com alguém, o que nunca ocorreu). Dias depois, o produtor George Martin gravaria o piano da canção – sem a presença dos Beatles – em cinco takes.

As sessões de Please Please Me também renderam algumas curiosidades que acabaram de fora do disco: “Tip of My Tongue” chegou a ser ensaiada e até gravada em novembro de 1962, mas os Beatles logo desistiram da música (depois lançada por Tommy Quickly); “Hold Me Tight” foi registrada em 13 takes (somente dois deles completos), mas acabou ficando de fora e foi regravada para With the Beatles (1964); “How Do You Do It” também foi registrada na época do compacto “Love Me Do” / “P.S. I Love You”, mas só ganhou lançamento oficial no projeto Anthology, nos anos 90; e “Besame Mucho”, outra veterana dos shows do grupo, foi gravada nos estúdios da EMI em uma sessão de gravação agora lendária: um suposto teste para os Beatles, cujas fitas desapareceram há muito tempo. A música ressurgiria em gravações da época do projeto Get Back, em 1969, que geraria o álbum Let it Be (1970).