Gravadoras processam site de compartilhamento

"Elas que se danem", declarou fundador do The Pirate Bay, ameaçado por indenização de R$ 4 milhões

Da redação Publicado em 01/04/2008, às 15h49 - Atualizado às 16h11

Durante audiência na Suécia nesta segunda-feira, 31, membros da IFPI (International Federation of Phonographic Industry) exigiram indenização de aproximadamente 4,3 milhões de reais aos quatro fundadores da comunidade de torrents The Pirate Bay, um dos maiores rastreadores de arquivos do mundo.

Após saber da quantia exigida, Gottfried Svartholm Warg, um dos quatro fundadores do The Pirate Bay, disse em entrevista ao jornal sueco The Local que "as gravadoras podem se danar".

Warg e seus três companheiros, Fredrik Neij, Peter Sunde e Carl Lundström, são acusados de violar a lei de direitos autorais. A indenização tem como base de cálculo o número de pessoas que baixou - e por isso deixou de pagar - nove filmes, vinte e quatro discos e quatro jogos de computadores que foram encontrados pirateados nos servidores do Pirate Bay.

Os fundadores do rastreador não parecem estar preocupados com o processo: "Como sempre, não estamos muito preocupados. Na maioria dos casos, apenas rimos", contou Warg, que disse ainda que os números apresentados pela IFPI "são pura fantasia".