Grupo de hackers Anonymous ataca sites em reação ao fechamento do Megaupload

Eles derrubaram páginas de empresas da indústria fonográfica e do cinema e até o site do FBI na última quinta, 19

Redação Publicado em 20/01/2012, às 10h28 - Atualizado às 10h46

Megaupload
Reprodução

O grupo de hackers Anonymous reagiu ao longo da última noite em reação ao fechamento do site de compartilhamento de arquivos Megaupload, tirando do ar diversos sites, inclusive o do FBI.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Quando a notícia foi divulgada, a conta do Anonymous publicou um post no Twitter dizendo “O governo tira do ar o #Megaupload? 15 minutos depois, #Anonymous tira do ar sites de gravadoras e do governo. #NosAguarde”.

O grupo assumiu a responsabilidade por ter tirado do ar as páginas da Universal Music, RIAA (um órgão que faz lobby na indústria fonográfica) MPAA (órgão semelhante, mas do cinema), do departamento de justiça e o do FBI, que caiu por volta das 23h (horário de Brasília).

Segundo eles, a operação #OpMegaupload ou #OpPayback foi o maior ataque já feito pelo Anonymous, com mais de cinco mil participantes, de acordo com uma contagem parcial.

Os hacktivistas estariam usando como método de ataque o DDoS (Distributed Denial of Service), que gera tráfego intenso no site até que o servidor não aguenta e cai.

SOPA e PIPA

O fechamento do Megaupload e os ataques acontecem um dia depois de diversos sites, inclusive a Wikipedia, terem feito um blackout em protesto aos projetos de lei PIPA e SOPA, que trazem diversos aspectos mais restritivos para o uso de internet e compartilhamento de informação, em uma tentativa de combater a pirataria. As medidas estão gerando polêmica, pois diversos grupos afirmam que as leis ferem a liberdade de expressão. O SOPA está sendo avaliado pela Câmara norte-americana e a PIPA deve ser votada pelo Senado ainda este mês.