Guia do Studio Ghibli na Netflix: A Viagem de Chihiro e 11 animações imperdíveis [LISTA]

Em fevereiro, todos os filmes Ghibli - inclusive Meu Amigo Totoro - chegarão ao catálogo do serviço de streaming. Mas qual assistir primeiro?

Redação Publicado em 20/01/2020, às 15h48

None
A Viagem de Chihiro (esq.), Meu Amigo Totoro (acima) e Ponyo (abaixo) (Fotos: Reprodução / Ghibli)

A Netflix anunciou nesta segunda, 20, que a partir de fevereiro todos os 21 filmes do Estúdio Ghibli, empresa japonesa especializada em animações, estarão disponíveis no catálogo do streaming. 

O anúncio, feito no Twitter, veio acompanhado de um vídeo que reúne algumas das cenas mais clássicas dos filmes Ghibli - como A Viagem de Chihiro e Meu Amigo Totoro - e alcançou mais de 1 milhão de visualizações em cerca de três horas; quase 200 mil pessoas comentaram sobre o assunto, também.

+++ LEIA MAIS: BoJack Horseman, Hora de Aventura e outras 7 melhores animações da década de 2010 [LISTA]

Não por menos: Estúdio Ghibli é um dos nomes mais renomados na animação mundial. Os filmes citados acima, e outros como O Castelo no Céu e Castelo Animado, fazem parte do imaginário da cultura pop. Além disso, a empresa foge da mesmice do monopólio hollywoodiano dos cinemas, e oferece uma perspectiva singela de histórias. 

Separamos, abaixo, os 11 melhores filmes Ghibli para você assistir na Netflix - em ranking:

+++ LEIA MAIS: Klaus, Jogo Perigoso e mais: 8 filmes subestimados da Netflix [LISTA]

11- Ponyo - Uma Amizade que Veio do Mar (2008)

10- Vidas ao Vento (2013)

9- Omohide Poro Poro - Memórias de Ontem(1991)

8- O Serviço de Entregas da Kiki (1989)

7- Princesa Mononoke(1997)

6- Nausicaä do Vale do Vento (1984)

+++ LEIA MAIS: Além de Coraline e O Estranho Mundo de Jack: 6 animações sombrias para entrar no clima do Halloween [LISTA] 

5- O Conto da Princesa Kaguya (2013)

Kaguya foi um bebê encontrado em um bambuzal. Dotada de extrema beleza, é criada como uma princesa e cortejada por multidões. Mas não quer nada disso - não vê verdade em nada. Mostra como pode ser difícil crescer. 

4- Túmulo dos Vagalumes (1988)

Essa animação tocante é extremamente adulta. Não tem mágica, castelo, vizinhos amigos: conta a história dos irmãos Seita and Setsuko morrendo de fome depois de virarem órfãos durante a Segunda Guerra Mundial. Mostra o reflexo do conflito no Japão - e da guerra em geral - de modo que poucas animações fazem. 

+++ LEIA MAIS: 11 animações da Disney que ninguém dá atenção - mas deveria [LISTA]

3- O Castelo no Céu (1986)

É uma história básica: uma garota da família real é a dona de um cristal encantado, e o objeto é alvo do desejo dos governantes malvados de seu mundo. Ao lado de um amigo, a pequena tenta encontrar um castelo da família. O mais curioso aqui, porém, é que esse foi o primeiro filme Ghibli, e tem em seu cerne muito do que viria nas produções futuras do estúdio.

2- Meu Amigo Totoro (1988)

Mei e Satsuki, irmãs, vão para uma nova casa numa área rural do Japão para poder ficar perto da mãe, que está doente. Moram, agora, em um grande campo com o bosque próximo. E dentro da mata, Mei conhece o enorme Totoro, um animal único e inteligente que fica próximo à pequena.

+++ LEIA MAIS: Antes de ser uma trilogia com 17 Oscars, O Senhor dos Anéis foi desenho animado sombrio e bizarro

1- A Viagem de Chihiro (2001)

Este filme conta a história de Chihiro, uma garota de 10 anos que viaja com os pais em direção a nova casa da família. O pai decide pegar um atalho e acaba perdido em um mundo de espíritos sem perceber. Contrariando os sentidos da filha, o casal banqueteia-se, e acaba transformado em um casal de porcos. Cabe a Chihiro, então, entrar nesse mundo espiritual cada vez mais para resolver tudo. 

+++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 1), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL