Guns N' Roses: após show surpresa, Axl Rose, Slash e Duff McKagan dão início a turnê de reunião

Vocalista quebra osso do pé esquerdo, mas shows em Las Vegas e no Coachella estão mantido

Andy Greene/Redação Publicado em 08/04/2016, às 17h02 - Atualizado às 19h00

Axl Rose e Slash durante o show intimista no Troubadour, em Los Angeles (Estados Unidos), que marcou a primeira vez em que eles (e Duff McKagan) tocaram juntos, no mesmo palco, desde uma apresentação em Buenos Aires, na Argentina, em 17 de julho de 1993.

Ver Galeria
(2 imagens)

Em algumas sessões de Star Wars: O Despertar da Força, em dezembro, um teaser misterioso apareceu na tela de cinema antes de começar o filme. Era um trecho de “Welcome to the Jungle” sendo tocado sobre imagens de plateias de shows de rock.

Foi a primeira dica concreta de que meses de rumores aparentemente improváveis eram verdadeiros: pela primeira vez em 23 anos, Axl Rose, Slash e Duff McKagan estavam prestes a se reunir no palco, e usando o nome Guns N’ Roses.

A confirmação veio em janeiro, quando o Guns – com Slash e McKagan – foi anunciado como principal atração do festival Coachella, que será realizado em abril em Indio, na Califórnia (serão dois shows da banda: o evento ocorre em fins de semanas consecutivos, com o mesmo line-up). O grupo chamou isso de “o evento musical mais significativo e ansiosamente aguardado deste século”.

Logo começaram as reportagens dando conta de que uma turnê viria em seguida, e o grupo confirmou shows nesta sexta, 8, e sábado, 9, em Las Vegas (EUA), e na Cidade do México, no dia 19. Não demorou para o Guns anunciar uma extensa turnê de reunião, chamadaNot in This Lifetime, com duração de dois meses e passando por 20 cidades, começando em 23 de junho, em Detroit, e eventualmente culminando na apresentação em San Diego, no dia 22 de agosto.

Nesta sexta, 8, inclusive, um imprevisto quase atrapalhou os planos da banda. Segundo o Consequence of Sound, Axl Rose quebrou um osso (o quinto metatarso) do pé esquerdo, mas pode estar presente no show à noite. A médica dele gravou um vídeo, publicado no Facebook do grupo, explicando que o vocalista passou por um procedimento para juntar os pedaços dos ossos, envolvendo gesso e a inserção de parafusos.

Devido ao acidente, Rose ficará durante quatro semanas podendo colocar um peso limitado no pé. Para solucionar o problema, equipe da banda desenvolveu uma uma configuração especial do palco (provavelmente algo parecido com o que Dave Grohl usou recentemente, quando quebrou a perna) para permitir que o vocalista atue nos shows.

“É isso que acontece quando você faz algo que não fazia há 23 anos”, tuitou o vocalista da banda, brincando com o acontecimento. Abaixo, veja o raio-X do pé de Rose, divulgado no vídeo.

No dia 1º de abril, a formação “clássica” do Guns N’ Roses se reuniu no pequeno clube Troubadour, em Los Angeles (Estados Unidos), para um show intimista que marcou a primeira vez em que Rose, Slash e McKagan tocaram juntos, no mesmo palco, desde uma apresentação em Buenos Aires, na Argentina, em 17 de julho de 1993.

A pergunta que havia ficado para os fãs era se algum outro antigo membro do Guns – o baterista da era Appetite for Destruction Steven Adler, o baterista da era Use Your Illusion Matt Sorum e o guitarrista Izzy Stradlin – estariam envolvidos. No show do Troubadour, quem assumiu a bateria foi Frank Ferrer, com Dizzy Reed e Melissa Reese (nova integrante) nos teclados e Richard Fortus na guitarra.

Desde 2006, Axl Rose fez quase 300 shows com a nova versão do Guns N’ Roses, que também gravou Chinese Democracy (2008). McKagan, Slash e Sorum, enquanto isso, formaram o Velvet Revolver com o falecido Scott Weiland.

Stradlin e McKagan tocaram com o novo Guns ao longo dos anos, mas Axl e Slash pareciam ter diferenças irreconciliáveis. “Um de nós dois morrerá antes de uma reunião”, Rose afirmou em 2009. O primeiro sinal de que o gelo estava sendo quebrado veio no ano passado, quando Slash confirmou que os dois tinham voltado a se falar: “É muito legal acabar com um pouco daquela coisa negativa”, declarou o guitarrista.

Décadas de inimizade – e turnês do Guns sem Slash – não diminuirão a procura por uma das reuniões mais aguardadas do rock. “Eles foram uma das maiores bandas de todos os tempos”, diz o promotor de shows de Nova York John Scher. “Não acho que o Axl tenha manchado tanto o nome a ponto de os fãs originais não quererem voltar.”

Ainda que câmeras e filmadoras – incluindo celulares – tenham sido banidos do show no Troubadour, alguns fãs mais sortudos que estiveram lá conseguiram postar fotos e vídeos do grupo reunido nas redes sociais.

Com os registros abaixo, é possível tem uma noção de como o retorno do grupo deve soar. Há as primeiras fotos de Axl e Slash juntos novamente, uma imagem que a maioria dos fãs do Guns N’ Roses acreditaram que nunca veriam novamente.

Veja o setlist e uma compilação de momentos da banda no Troubadour.

Setlist do Guns N' Roses no Troubadour

1. "It's So Easy"

2. "Mr. Brownstone"

3. "Chinese Democracy"

4. "Welcome to the Jungle"

5. "Double Talkin' Jive"

6. "Live and Let Die" (Wings cover)

7. "Rocket Queen"

8. "You Could Be Mine"

9. "Speak Softly Love" (Andy Williams cover)

10. "Sweet Child O' Mine"

11. "New Rose" (The Damned cover)

12. "Better"

13. "Knockin' on Heaven's Door"

14. "My Michelle"

15. "Nightrain"

16. "The Seeker" (The Who cover)

17. "Paradise City"

A video posted by Clara Aguilar (@_skullblondie) on

A video posted by @ali_shayesteh_management on

Volvieron!! #gnfnr

A photo posted by Eric J. (@eric.j.h) on

A photo posted by @ali_shayesteh_management on

Tonight's gig @axlrose On stage now @thetroubadour photo by @Ali_shayesteh_management #Slash #GunsNRoses #GnFnR #RnFnR ????????????????

A photo posted by @slasharmyohio on

Is this real life? #gunsnroses #slash

A photo posted by Emily Ratajkowski (@emrata) on

A photo posted by @ali_shayesteh_management on

#GnFnR

A photo posted by Troubadour (@thetroubadour) on