Guns quer desculpas da Dr.Pepper

Advogado afirma que marca de refrigerantes se promoveu usando a banda e ainda deixou de cumprir promessa de drink grátis

Da redação Publicado em 04/12/2008, às 09h06

Axl Rose e seu advogado querem desculpas públicas da marca de refrigerantes Dr. Pepper, que afirmou que daria uma lata de seu drink para todos norte-americanos (menos Slash e Buckethead, ex-guitarristas do Guns 'n Roses) caso Chinese Democracy fosse lançado neste ano.

Quando o álbum foi anunciado oficialmente, a Dr. Pepper se agilizou e prometeu que no dia do lançamento todos norte-americanos poderiam retirar um cupom online que garantiria o recebimento da bebida. A procura foi tanta, que o site ficou fora do ar por 24 horas, obrigando a marca a aumentar o período de cadastro em 18 horas adicionais, o que, mesmo assim, não foi o suficiente para atender aos mais de 300 milhões de habitantes do país.

Por isso, Alan Gutman, advogado da banda, mandou uma carta aberta à Larry Young, presidente da Dr. Pepper, no qual dizia: "O esquema de redenção que sua companhia implementou foi um completo desastre que fraudou consumidores, e, nos olhos dos nossos mais fiéis fãs, que arruinou o dia do lançamento de Chinese Democracy".

Gutman ainda quer que a Dr. Pepper peça desculpas públicas em quatro dos jornais de maior circulação dos Estados Unidos, The New York Times, Los Angeles Times, USA Today e The Wall Street Journal, além de exigir que o período de cadastro do público aumente, devido ao "uso e abuso de publicidade e de propriedades intelectuais" do Guns 'n Roses.

Como resposta, a Dr. Pepper aumentou o período de expedição de cupons até a próxima segunda-feira, 1.