Há 25 anos, morria o criador de Tintin

Georges Prosper Remi, o Hergé, inspirou milhares de crianças com as viagens fantásticas de seu personagem

Da redação Publicado em 03/03/2008, às 17h30 - Atualizado às 18h37

Capa do primeiro álbum do personagem Tintin, lançado em 1929
Reprodução

Morreu no dia 3 de março de 1983 o cartunista belga Hergé, devido a uma anemia que surgiu em decorrência de um câncer ósseo. Georges Prosper Remi (seu nome verdadeiro) é o criador do jornalista e aventureiro Tintin.

Nascido em 1907, desde 1929 publicava aventuras de seu personagem. Em sua vida, criou 23 histórias, mais uma vigésima quarta que ficou incompleta, respeitando seu desejo em seu leito de morte.

O trabalho de Hergé foi muito afetado pela 2ª Guerra Mundial, quando os nazistas obrigavam o cartunista a fazer tiras de Tintin como propaganda aliada. Na época, os álbuns do herói, lançados em paralelo com as tiras, tiveram temáticas mais efêmeras, como uma caça ao tesouro e uma expedição a um meteorito.

Embora haja um estigma sobre características facistas no trabalho do belga até os dias de hoje, poucos sabem do controle nazista nas histórias de Hergé durante a guerra.

Durante os anos 50, Hergé teve crises pessoais devido à carga de trabalho que dedicava a Tintin. Foi na mesma época que o cartunista lançou Tintin no Tibete, uma das histórias mais aclamadas do personagem.

Desde 1947 o personagem esteve em outras mídias. Naquele ano, um raro filme em stop-motion, com caráter promocional, foi lançado. Em 1961, um filme francês, Tintin et le mystère de la Toison d'or, deu origem a uma série de produções cinematográficas. Muitos longas e médias-metragens para o público infantil também foram feitos (estes foram exibidos no Brasil pela TV Cultura nos anos 90).

De acordo com relatório da Unesco, Hergé é o nono autor de língua francesa mais traduzido em todo o mundo. Também é o segundo autor belga que mais teve histórias publicadas pelo globo. O autor ainda acumula o título de segundo autor de quadrinhos em francês que mais ganhou álbuns no planeta.

No Brasil, a editora Companhia das Letras edita os álbuns de Tintin. Um filme do personagem também está sendo produzido. Embora muitos rumores envolvam a gravação, que supostamente teria direção de Steven Spielberg, não há notícias concretas sobre ela.

Em 2004, foi lançado um documentário produzido entre a Dinamarca, Bélgica e França, intitulado Tintin e Eu, com gravações originais de Hergé falando de seu personagem. O filme será exibido nos canais HBO e Cinemax nas seguintes datas:

Cinemax-DO 11:45 Ter 11/3/2008

Cinemax-DL 14:30 Ter 11/3/2008

Cinemax-DL 10:30 Qua 19/3/2008

Cinemax-DO 14:00 Qua 19/3/2008

HBO 08:45 Ter 1/4/2008

HBO 09:00 Qua 9/4/2008

HBO 06:00 Seg 14/4/2008

HBO 05:50 Seg 21/4/2008