Há 41 anos, R.E.M. fez a primeira apresentação da carreira - e o show foi em uma Igreja abandonada [FLASHBACK]

Relembre a primeira apresentação da banda, que aconteceu em Athens, na Geórgia, Estados Unidos

Redação Publicado em 05/04/2021, às 19h41

None
(Da esq. para a dir.) Peter Buck, Bill Berry, Mike Mills e Michael Stipe, do R.E.M. (Foto: Divulgação)

Em janeiro de 1980, Peter Buck conheceu Michael Stipe na Wuxtry Records, loja de discos de Athens, na Geórgia, Estados Unidos, onde Buck trabalhava. Após os dois artistas descobrirem gostos semelhantes na música, o R.E.M. começou a nascer deste encontro espontâneo.

Por uma amiga em comum, Stipe e Buck conheceram Bill Berry e Mike Mills, que tocavam juntos desde o colégio. Com isso, os quatro decidiram colaborar em canções, e curiosamente, mais tarde, Stipe revelou que "nunca houve um grande plano por trás de nada disso" e tudo aconteceu muito naturalmente.

+++LEIA MAIS: R.E.M. volta às paradas com o hit ‘It's the End of the World as We Know It’ - sim, por causa do coronavírus


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


Ainda sem nome, o grupo passou os primeiros meses ensaiando em uma Igreja Episcopal em Athens chamada St Mary's Episcopal Church, que na época estava abandonada. Curiosamente, o primeiro show ao vivo enquanto banda também foi no mesmo lugar.

No dia 5 de abril de 1980, na festa de aniversário de uma amiga, o R.E.M., até então formado por Peter Buck, Bill Berry, Mike Mills e Michael Stipe, apresentou-se na St Mary's Episcopal Church com um setlist que mesclou canções originais e covers de músicas dos anos 1960 e 1970.

+++LEIA MAIS: Há 30 anos, R.E.M. deixava de ser cult para abraçar o mainstream com o disco Out of Time - e o hit 'Losing My Religion'

Um ano após, em abril de 1981, o R.E.M. gravou o primeiro single da carreira, "Radio Free Europe", na Carolina do Norte. Lançada em julho do mesmo ano por uma gravadora independente, a música foi aclamadíssima pela crítica e listada pela The New York Times como uma das melhores daquele ano.


+++ KONAI: 'ESTAMOS EM PRESSÃO CONSTANTE PARA SER O QUE NÃO É NOSSO NATURAL' | ENTREVISTA


+++SAIBA MAIS: 7 curiosidades sobre Heath Ledger: nome, caracterização do Coringa, melhor amigo e mais [LISTA]

Apesar de ter vivido apenas 28 anos, Heathcliff Ledger (mais conhecido por Heath) marcou o cinema com papéis como Patrick Verona em 10 Coisas que Eu Odeio em Você (1999) e Coringa em Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008)

Heath nasceu em Perth, Austrália, em 4 de abril de 1979. Neste domingo, completaria 42 anos. Confira sete curiosidades sobre o ator: da origem de nome a quem era o melhor amigo. 

+++LEIA MAIS: Além de Coringa: 4 papéis icônicos de Heath Ledger [LISTA]


Nome

O nome do ator, Heathcliff, foi inspirado em um personagem de O Morro dos Ventos Uivantes (1847), de Emily Brontë, livro preferido da mãe dele, Sally Ledger. Do mesmo romance, Sally tirou o nome de outra filha, Katherine. 


Primeiras experiências 

Heath estudou na Guildford Grammar School, escola só para meninos, onde teve a primeira experiência como ator. Aos 10 anos, participou de uma montagem da peça Peter Pan.

+++LEIA MAIS: Warner queria a origem do Coringa de Heath Ledger em Batman: O Cavaleiro das Trevas; o que aconteceu?

Como ator profissional, um dos primeiros papéis da carreira foi em Home And Away (1988), espécie de novela teen a qual lançou várias estrelas australianas. Interpretou Scott por apenas 10 episódios e, apesar de ter feito muito sucesso, recusou propostas dos produtores para continuar.


Inspiração

Durante os anos de escola militar, Heath coreografou e dirigiu um grupo de 60 colegas para uma competição. Foi a primeira equipe masculina a disputar, e saíram vitoriosos. O ator comparou a apresentação ao estilo de Gene Kelly, de Cantando na Chuva (1952) e revelou como o dançarino era seu maior ídolo no cinema.

+++LEIA MAIS: Heath Ledger apanhou de verdade em uma das cenas mais violentas de Batman: O Cavaleiro das Trevas


Xadrez

Heath era um adorador de xadrez e jogava desde pequeno. Aos 10 anos, ganhou o campeonato júnior da Austrália Ocidental. Quando adulto, continuou o hábito e jogava frequentemente no Washington Square Park em Nova York (EUA). 


Gambito da Rainha

A partir do amor pelo xadrez, em 2008, anunciou planos de iniciar filmagens da adaptação do livro O Gambito da Rainha (1983). Teria sido a estreia de Heath como diretor de cinema. 12 anos depois, o romance foi adaptado para uma produção da Netflix e foi a série mais assistida de 2020, segundo JustWatch.


Jake Gyllenhaal

Colegas de elenco em O Segredo de Brokeback Mountain (2005), Heath e Jake Gyllenhaal se tornaram grandes amigos. O ator é, inclusive, padrinho da única filha de Ledger, Matilda.


Coringa

O vilão de O Cavaleiro das Trevas (2008) foi o papel de maior reconhecimento de Heath. Com ele, ganhou o Oscar póstumo de Melhor Ator Coadjuvante em 2009. Nas filmagens, projetou sozinho a composição do personagem. Segundo Heath, se Coringa fosse real, faria a própria caracterização.

+++LEIA MAIS: Heath Ledger recusou o papel de Batman antes de ser eternizado como Coringa de Nolan: 'Nunca vou participar de um filme de super-herói'

Foi à farmácia, comprou maquiagem e aplicou-a sozinho. Depois, a equipe de maquiagem apenas replicava o visual criado por ele.