Há 44 anos, Sex Pistols fizeram o primeiro show e marcaram para sempre a história do punk

A banda é famosa pelo som pesado e pela trajetória conturbada

Redação Publicado em 06/11/2019, às 17h57

None
Sex Pistols em 1977 (Foto: AP)

A história dos Sex Pistols começou no dia 6 de novembro de 1975, quando o grupo subiu ao palco pela primeira vez para revolucionar o movimento punk. A partir daí, a banda seria conhecida pelo som pesado e pela trajetória conturbada.

A apresentação foi na St. Martin's Art College, em Londres. Os grupo era formado pelo vocalista Johnny Rotten, o guitarrista Steve Jones, o baterista Paul Cook e o então baixista Glen Matlock. Gerenciados por Malcolm McLaren, o primeiro show dos Sex Pistols não foi nada convencional - e já mostrou o estilo revolucionário da banda.

+++ LEIA MAIS: Só existem 10 cópias do vinil de God Save The Queen, dos Sex Pistols - e uma está à venda

Com apresentação de covers do The Who, Small Faces e The Monkees, o grupo estava totalmente despreparado para tocar e o público o achava muito barulhento.  Além disso, os integrantes se envolveram em uma briga no meio do show porque quebraram os instrumentos da banda Bazooka Joe. Dessa forma, não puderam apresentar nenhuma música autoral.

Mesmo com o começo pouco conservador, os Sex Pistols alcançariam o estrelato de forma meteórica - e, ironicamente, o grupo terminaria da mesma forma.

+++ LEIA MAIS: Filme do Sex Pistols não tem aprovação da banda, garante John Lydon

Dois anos depois da apresentação, o baixista Matlock foi substituído por Sid Vicious. O novo integrante não sabia tocar o instrumento, mas apenas a personalidade explosiva e autodestrutiva foi o suficiente.

Em dois anos e meio de carreira, Sex Pistols lançaram apenas um álbum de estúdio (Never Mind the Bollocks, Here's the Sex Pistols). Os polêmicos singles - o mais memorável sendo "God Save the Queen” - marcaram o estilo único do grupo.

Em 1978, após uma turnê conturbada pelos Estados Unidos, os Sex Pistols anunciaram o término da banda.