"Há muito clichê na música pop atual", diz Gruff Rhys

Vocalista do Super Furry Animals vem ao Brasil para tocar com John Ulhoa, do Pato Fu, e conversou com a Rolling Stone Brasil; leia a entrevista

Bruno Raphael Publicado em 03/03/2012, às 14h09 - Atualizado em 07/03/2012, às 17h20

Gruff Rhys
Mark James

Ser atípico é quase um lema para Gruff Rhys. Frontman do grupo Super Furry Animals, o galês começou a carreira musical em meados dos anos 90 com o debute da banda, Fuzzy Logic. Ali, já era possível notar a singularidade que marca quase todos os trabalhos dele: a psicodelia mesclada em letras, instrumentos a até mesmo no jeito do Super Furry Animals se vestir no palco. E é com Hotel Shampoo (o nome do disco vem de um hábito curioso do cantor de acumular miniembalagens de xampus em suas turnês mundo afora), seu terceiro disco solo, lançado em 2011, que ele reafirma mais esse aspecto certas vezes cômico - e único - em sua arte.

Logo no início de sua entrevista por telefone à Rolling Stone Brasil, Gruff está ninando seu filho e pede desculpas. "Eu estou servindo de babá neste momento!", ele ri, deixando de lado o momento de ser pai para focar na música. Gruff vem ao Brasil neste mês para três apresentações, a primeira delas na cidade de São Paulo em um show conjunto com John Ulhoa, guitarrista do grupo Pato Fu, com participação especial da vocalista Fernanda Takai (veja abaixo) e do trompetista Guizado, este último apenas no segundo show de São Paulo em duas canções - sendo que uma ainda é surpresa. "Eu conheci o Pato Fu em Londres e foi, mais ou menos, há uns doze anos", conta Gruff. "Eles me introduziram à música deles e, há alguns meses, me convidaram para este show com John. Eu sabia que seria uma grande aventura."

A ideia da apresentação é dividir metade do repertório para cada músico, mas Gruff diz que o público pode esperar surpresas. "[risos] Há muitas músicas brasileiras, mas não posso falar português muito bem", se diverte o músico, relembrando a apresentação do grupo Belle & Sebastian no Brasil, quando fizeram sua própria versão do clássico "A Minha Menina", dos Mutantes. "Foi fantástico aquilo e eu acho que, se há uma música boa para cantar, seria 'Bat-Macumba'. Acho que é a mais fácil porque eu tenho memória ruim! [risos] Eu acho que a cultura pop brasileira é muito rica."

"If We Were Words, We Would Rhyme", "Vitamin K" e "Shark Ridden Waters", com seus títulos originais, fazem parte do set list Hotel Shampoo, que vai do espaço sideral ("Space Dust #2") à uma balada romântica ("At the Heart of Love") em questão de três minutos. "Há muito clichê na música atual", reflete Gruff. "Eu escrevo canções melódicas com letras originais - eu espero. Sou influenciado pela cultura pop em geral, quando era mais novo eu acho que me revoltei contra as canções tradicionais de amor. Eu só ouvia aos discos do Velvet Underground - eu adorava John Cale - então era natural me revoltar assim. [risos]"

Parceiro ocasional de nomes como Gorillaz e James Murphy e até mesmo o brasileiro Tony da Gatorra, Gruff não vê o trabalho musical como uma carreira. "Eu apenas estou numa grande floresta caçando frutas saborosas para comer", diz Gruff, aparentando viver o que escreve em suas canções. E o futuro do Super Furry Animals parece ser algo tão incerto quanto o próximo passo do cantor. "Talvez faremos alguns shows juntos, porque todos moramos muito próximos uns dos outros", desconversa. "Mas eu não acho que faremos nenhum disco, em um bom tempo."

Gruff Rhys no Brasil

São Paulo

- 7 de março

Tête-à-Tête – 2ª edição

John Ulhoa (Pato Fu) + Gruff Rhys (Super Furry Animals)

Participação especial de Fernanda Takai

- 8 de março

Apresentação solo

Porta: 21h00

Show: 23h00

Studio SP – Rua Augusta, 591 – Consolação – São Paulo

R$ 80 (na porta)

1º lote promocional antecipado: R$ 40

2º lote promocional antecipado: R$ 60

Venda de Ingressos: Divirto.com.br

Curitiba

10 de março

Gruff Rhys – solo

Porta: 21h00

Show: 23h59

The Peppers Bar – Rua Inácio Lustosa, 496.

R$ 120/ 60 (meia)

Primeiro lote promocional: R$ 100/ 50 (meia)

Venda de Ingressos: Disk Ingressos