Hacker que divulgou fotos de Scarlett Johansson é condenado a dez anos de prisão

Christopher Chaney já teve que pagar US$ 66 mil a atriz e agora ficará em regime fechado na Califórnia

Redação Publicado em 18/12/2012, às 11h50 - Atualizado às 12h54

Christopher Chaney
AP

O homem responsável por divulgar na internet as fotos íntimas de Scarlett Johansson e outras celebridades foi condenado a passar dez anos na prisão, segundo noticiou a agência Associated Press. Christopher Chaney foi julgado pelo tribunal na Califórnia, onde terá que cumprir sua pena.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

No meio do ano, ele já havia sido penalizado com uma multa de US$ 66 mil pela invasão de imagens íntimas de Scarlett. Além da atriz, Chaney somou cerca de 50 vítimas, entre as quais a cantora Christina Aguilera e Mila Kunis.

O hacker recebeu diversas acusações criminais por suas invasões e o processo já se estendia desde o final do ano passado, após investigação da FBI. Os promotores do caso notaram que Chaney não parou de acessar informações íntimas de celebridades nem enquanto estaca sendo investigado, o que poderia apontar para uma condição doentia.