Halsey diz que sofreu três abortos e reforça posicionamento 'O aborto que sofri salvou minha vida'

Em carta aberta para Vogue Americana, Halsey afirma que sofreu três abortos antes de seu primeiro filho

Redação Publicado em 04/07/2022, às 15h55

None
Haley. (Foto: GettyImage)

Halsey afirmou para a Vogue Americana na última sexta-feira, 1, que sofreu três abortos antes de ter seu primeiro filho, Ender, nascido em julho do ano passado.

Em uma carta aberta, Halsey explicou que sempre teve facilidade em engravidar, mas não conseguia manter uma gravidez saudável o que a fez passar por situações muito difíceis quando sofreu os abortos, inclusive com intervenções médicas.

+++LEIA MAIS: Halsey rebate fãs que saíram de show após fala sobre aborto

“Um dos abortos exigiu ‘cuidados posteriores’, uma maneira gentil de dizer que eu precisava de fazer um aborto porque o meu corpo não podia interromper a gravidez completamente sozinha e eu corria o risco de entrar em sepse sem intervenção médica”, contou a cantora.

Halsey explica que continua firme em seu posicionamento pró aborto, e que se não o fizesse durante a gravidez de risco, poderia não estar viva.

+++LEIA MAIS: Grammy 2022: Halsey foi à premiação dias após cirurgia; entenda

“Um coração batendo em meu útero poderia significar que eu não poderia consentir em salvar minha própria vida. Muitas pessoas me perguntaram se após o nascimento do meu filho reconsiderei minha posição sobre o aborto. A resposta é firmemente não.”

O aborto que sofri salvou minha vida e deu lugar para meu filho ter a dele. Toda pessoa merece o direito de escolher quando, e como terá essa experiência. Vou segurar meu filho em um braço e lutar com todas as minhas forças com o outro.”
 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por halsey (@iamhalsey)

 


Posicionamento

Halsey vem fazendo diversas declarações pró aborto desde a revogação da lei Roe v Wade em seus shows. 

"Meu coração parte ao olhar para o público. Vejo tantas pessoas que merecem vidas incríveis, merecem serviço de saúde, merecem o direito de escolha. Espero que cada um de vocês... não quero que estejam em uma situação sem o direito a isso," afirmou durante o show em uma apresentação no Arizona, Estados Unidos.

+++LEIA MAIS: Entenda a lei que ampara decisão de Klara Castanho em entregar recém nascido para adoção

"Se você não gosta disso, não sei como você veio a um show da Halsey, porque eu nunca fui tímida sobre como me sinto," completou.

Kendrick Lamar, Olivia Rodrigo e Billie Eilish estão entre os nomes que também se posicionaram. O movimento vem após a Suprema Corte dos Estados Unidos derrubar a decisão de Roe v. Wade, lei federal que garantia o aborto nos EUA. Foram seis votos de juízes favoráveis e três contrários.

Agora, o direito ao aborto será determinado individualmente por cada estado, e nove deles consideram prática como crime.